PUBLICIDADE
Notícias

Empresário de futebol é preso acusado de aliciar 33 jovens cearenses

Daniel Nunes Costa teria prometido matricular os adolescentes em escola particular. A Polícia investiga se houve abuso sexual por parte do suposto empresário

18:10 | 19/03/2014
NULL
NULL

Um suposto empresário foi preso na madrugada desta quarta-feira, 19, no município de São Bernardo do Campo, em São Paulo, acusado de aliciar 33 jovens cearenses que sonhavam em ser jogadores de futebol. Ele foi identificado como Daniel Nunes Costa e comandava um time em Fortaleza chamado Santa Fé Futebol Clube.

O conselheiro tutelar da cidade de São Bernardo do Campo, Zulmiro de Souza, informou ao O POVO Online que a Polícia chegou à casa onde os jovens estavam a partir da denúncia de vizinhos. De acordo com o conselheiro, são 33 jovens entre 11 e 21 anos que foram vítimas de maus tratos e negligência. Todos são cearenses.

Os garotos chegaram à cidade na última segunda-feira, 17. Na casa em que eles estavam, em um bairro carente da cidade, não havia colchões nem comida. Ele diz que a Polícia investiga se houve abuso sexual por parte do suposto treinador.

"Eles pagavam R$ 350 por mês. Para cada dia de atraso, pagavam R$ 10 e depois de 60 dias de atraso tinham que pagar multa de 2 R$ mil e perdiam o contrato", detalha o conselheiro. Além disso, Daniel teria prometido matricular os adolescentes em escola particular.
Os 27 adolescentes estão em uma casa de acolhimento. Os adultos ficaram em casas vizinhas. O conselheiro tutelar afirma que o município arcará com as despesas de retorno dos jovens para Fortaleza e que eles devem voltar ainda esta semana.

Procurado pelo O POVO Online, o 3º Distrito Policial de São Bernardo do Campo, onde o acusado está detido, informou que a delegada que realizou a prisão só retornará ao serviço no sábado, e que o delegado substituto está investigando um "caso com maior relevância" e não poderia falar com a reportagem.

Facebook

Pelo perfil do Facebook de Daniel Nunes, pais, mães e amigos dos jovens demonstram a indignação com o ocorrido.

"Não desejo o mal para esse homem que frustrou o sonho do meu filho e seus 33 colegas. Com o mesmo sonho, tende piedade e misericórdia dele, e dá a ele só o que ele merecer, esse frustrador de sonhos", escreveu Aline Sudario Gomes.

"Sou pai de um dos meninos que estão com Daniel Nunes Costa. Quero informações atualizadas pois as que me chegam não são nada boas", disse Sandro George.

"Graças a Deus que eu não fui. Mentiroso!! Prometeu tudo de bom para os garotos e agora você vai pagar pelos os sonhos que você destruiu seu mentiroso. Vai pagar por tudo que você fez", desabafou um amigo dos jovens.

Redação O POVO Online com informações da repórter Mariana Lazari

TAGS