PUBLICIDADE
Notícias

Moradores queimam ônibus por suposta participação de PMs em homicídio

A manifestação ocorreu em represália a um homem que supostamente foi morto por três policiais durante uma ocorrência, nesta última quinta, na Maraponga

20:25 | 14/02/2014
NULL
NULL

Atualizada às 14h do dia 17.2

Um ônibus foi incendiado durante protesto de moradores, no bairro Jardim Cearense, na rua Rosa Cruz, na noite desta sexta-feira, 14. A manifestação ocorreu em represália a um homem, identificado como Francisco Ricardo Sousa, que supostamente foi morto por três policiais durante uma ocorrência, nesta última quinta-feira, no bairro Maraponga. Os policiais tiveram a prisão temporária decretada.

Informações iniciais davam conta que o protesto era contra um assalto, que teria ocorrido na mesma noite, e que, só depois, a reportagem tomou conhecimento que era uma manifestação contra a morte de um homem, ocorrida no dia anterior.

Uma testemunha, que não quis se identificar, informou que o coletivo que foi incendiado fazia a linha Parangaba/ Parque Veras. De acordo com ela, os passageiros que andam nessa linha foram orientados a pegar outro ônibus porque o coletivo não iria mais circular.

A Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) e o Comando Geral da Polícia Militar informaram ao O POVO Online, por meio de nota,  que os três soldados já foram ouvidos e tiveram a prisão temporária decretada.

A nota diz que foram abertos procedimentos na Polícia Civil, na Controladoria Geral de Disciplina dos Órgãos de Segurança e Sistema Penitenciário (CGD) e na própria Polícia Militar para investigar a atuação dos policiais.

"A SSPDS e o Comando Geral da PM frisam que a função da Polícia Militar é proteger a população e que não compactuam com desvios de conduta e crimes praticados por seus servidores. Se confirmada a participação dos policiais na morte, eles serão responsabilizados", disse a nota.

Sobre o incêndio do ônibus, que não deixou feridos, a Secretaria ressaltou que atos de vandalismo só irão causar prejuízos à própria população e informou que dois suspeitos de participar do incêndio já foram identificados e estão sendo procurados.

Veja vídeo:

[VIDEO1] 

Redação O POVO Online

TAGS