PUBLICIDADE
Notícias

'Não sei como trazer o corpo', diz mãe de modelo encontrada morta na China

08:43 | 02/01/2013
NULL
NULL

Atualizada às 11h22

“Ainda não sei como vou conseguir trazer o corpo de volta”, afirma Goreth Bezerra, mãe da modelo cearense encontrada morta na China nesta terça-feira, 1º. Camila Bezerra caiu da janela do banheiro do apartamento onde ela morava, no 13º andar de um prédio em Guangzhou, sudeste da China, mas as causas da morte ainda não foram esclarecidas.

>> Rádio O POVO CBN 95,5 FM: Ouça entrevista com a mãe da modelo encontrada morta na China

“Ainda tá tudo parado, mas um diplomata me falou que o apartamento onde ela morreu está lacrado e que tudo vai ser resolvido depois que os serviços normalizarem”, explicou. O impasse se dá por conta do feriado de Ano Novo na China, cuja comemoração vai até o dia três de janeiro.

Sem recursos para bancar o transporte do corpo da filha de 22 anos, Goreth e familiares pedem ajuda nas redes sociais: “Quero que eles mandem por conta deles. Vamos divulgar em todo o canto, queremos ajuda”, reforça a mãe.

Diplomacia

O POVO Online entrou em contato com o Itamaraty, que confirmou a ciência do caso por parte do Ministério das Relações Exteriores e  que já manteve contato com a família da jovem.

O Governo brasileiro disse que presta assistência consular, mas não é responsável pelo traslado do corpo. O Ministério informou, ainda, que o c onsulado acompanha o andamento de todos os procedimentos adotados pelo Governo chinês, mas a investigação do caso é de responsabilidade da polícia e da justiça chinesas.

O Itamaraty, por meio de sua assessoria de imprensa, disse ainda que que as autoridades brasileiras e chinesas já dialogam sobre o caso, cujo andamento vai procurar ser dado "da maneira mais simples possível", mas algum progresso deve ocorrer apenas na sexta-feira, após o feriado chinês.

[FOTO2]

 

 

 

 

 

 

 

 

Goreth disse que soube da morte da filha na manhã do dia 1º de janeiro, quando uma amiga de Camila avisou da tragédia. A modelo estava na China a trabalho desde agosto e já havia passado outras temporadas na Ásia.

Entenda o caso

Segundo relatos de amigos de Camila, ela foi encontrada morta na manhã do dia 1º de janeiro por uma das seis brasileiras com quem dividia apartamento, que teria encontrado o banheiro revirado ao acordar e visto o corpo da cearense. A modelo havia saído para festejar o Ano Novo na companhia do grupo com quem morava. Elas teriam retornado por volta das cinco da manhã.

Elias Bruno
eliasbruno@opovo.com.br

TAGS