PUBLICIDADE
Notícias

1ª Câmara Criminal nega recurso a ex-policial acusado de matar adolescente

20:12 | 11/12/2012
A 1ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE) manteve a decisão de levar o ex-policial militar Yuri da Silveira Alves Batista a júri popular. Ele é acusado de matar o adolescente Bruce Cristian Souza Oliveira.

O crime ocorreu no dia 25 de julho de 2010, no cruzamento da avenida Desembargador Moreira com a rua Padre Valdevino, em Fortaleza. A vítima estava na garupa da moto do pai quando foi atingida com um tiro disparado por Yuri da Silveira. De acordo com a denúncia do Ministério Público do Ceará (MP/CE), a morte do adolescente decorreu de ação imprudente e precipitada por parte do ex-policial, que atuava no Ronda do Quarteirão. Já a defesa sustentou não ter havido conduta dolosa por parte do acusado

No dia 13 de fevereiro deste ano, a juíza Valência Aquino, da 5ª Vara do Júri do Fórum Clóvis Beviláqua, determinou que o acusado fosse submetido a júri popular. O ex-policial entrou com recurso no TJCE a fim de mudar a decisão. Argumentou que não teve a intenção de matar a vítima, mas apenas atirar no pneu da moto. Alegou ainda que o treinamento oferecido pelo Estado, durante curso de formação, foi insuficiente e determinante para o ocorrido. Ao julgar o caso, a 1ª Câmara Criminal negou provimento ao recurso.

Yuri da Silveira foi expulso da Polícia Militar em novembro de 2010. Ele será julgado por homicídio duplamente qualificado (motivo fútil e mediante recurso que impossibilitou a defesa da vítima) e lesão corporal contra o pai do adolescente.

Redação O POVO Online

TAGS