PUBLICIDADE
Notícias

Ceará tem o pior desempenho do Nordeste na vacinação contra a gripe

A campanha de vacinação termina no próximo dia 25. Ao todo, 1.312.364 de cearenses deviam procurar os postos de saúde para receber a dose, mas, até esta sexta-feira, apenas 508.614 pessoas tinham recebido a vacina. A meta da Secretaria da Saúde do Estado (Sesa) é 80%.

14:54 | 19/05/2012
NULL
NULL

A seis dias do fim da campanha de vacina contra a gripe, apenas 38,76% da população cearense que deveria receber a dose foram a postos de saúde. O Ceará possui o pior desempenho da campanha entre os estados nordestinos e a quarta pior cobertura do Brasil, segundo dados do Ministério da Saúde. A meta da Secretaria da Saúde do Estado (Sesa) é atingir 80% do público alvo.

A campanha de vacinação contra a gripe começou no dia 5 de maio e termina no próximo dia 25. Ao todo, 1.312.364 de cearenses deviam procurar os postos de saúde para receber a dose, mas segundo levantamento do Ministério da Saúde, até esta sexta-feira, 18, apenas 508.614 pessoas tinham recebido a vacina.
De acordo com o Ministério, a vacina contra a gripe é segura e protege contra os três vírus que mais circularam no Brasil e hemisfério Sul no ano anterior, entre eles o da influenza A (H1N1).

No Ceará, quatro pessoas já morreram, este ano, vítimas da gripe influenza A, segundo a Secretaria de Saúde do Estado (Sesa). A gripe é diferente do resfriado. É uma doença grave, contagiosa, causada pelo vírus influenza e com tendência de se disseminar facilmente. Já o resfriado é menos agressivo, de menor duração e é causado por outro vírus.

De acordo com a Sesa, a população-alvo da campanha de vacinação contra Influenza 2012 no Ceará é composta por 197.078 crianças de seis meses a menores de 2 anos, 85.480 trabalhadores das unidades de saúde que fazem atendimento para influenza, 98.539 gestantes, 22.215 indígenas e 909.475 idosos a partir de 60 anos, totalizando 1.312.787 pessoas. O número é maior em 423 pessoas em relação aos números do Ministério da Saúde.

Quem ainda não se vacinou deve procurar um posto de saúde do município onde mora.

Leia também
Secretaria de Saúde do Ceará registra quarta morte por gripe A

Brasil
Em todo o País, até a manhã da sexta-feira, foram vacinados 12,9 milhões de pessoas, o que representa 43% do público-alvo. A população total a ser vacinada é de 30,1 milhões e a meta é alcançar 80% do grupo prioritário, que corresponde a 24,1 milhões de pessoas. Este grupo inclui pessoas com 60 anos ou mais, trabalhadores de saúde que fazem atendimento a população com infecções respiratórias, crianças entre seis meses e menores de dois anos, gestantes em qualquer fase da gravidez e povos indígenas.

A coordenadora substituta do Programa Nacional de Imunização (PNI), do Ministério da Saúde, Nair Florentina de Menezes, ressalta que a vacina é segura e bem tolerada. Segundo ela, a ideia de que a pessoa pode ficar gripada após tomar a vacina, é um mito. %u201CElas são constituídas por vírus inativados, o que significa que contêm somente vírus mortos e há comprovação que não podem causar a gripe%u201D, afirma ela.

A coordenadora recomenda que as pessoas procurem uma unidade de saúde para se vacinarem contra gripe, antes do término da campanha. %u201CCom a proximidade do inverno, o ideal é se prevenir o mais cedo possível%u201D, alerta Nair, lembrando que a vacina é gratuita para o público prioritário, estando disponível nos postos de saúde de todo o país.

A vacina só não é recomendada para pessoas com história de alergia severa à proteína do ovo de galinha, assim como a qualquer componente da vacina. Os casos devem ser avaliados por um profissional de saúde. Quem se vacinou no ano passado, também precisa receber a dose em 2012. Isso porque a imunidade dura, em média, um ano.

Redação O POVO Online

TAGS