PUBLICIDADE
Notícias

Férias para relaxar e se exercitar

Tempo de descansar, comer bem, mudar a rotina. Para que esse as férias não sejam época de desleixo com o corpo e a saúde, alguns cuidados são necessários. Atenção com a alimentação e a prática de exercícios físicos devem ser posturas contínuas, em qualquer período do ano

09:02 | 08/01/2012
As férias costumam ser um momento de parar e descansar da rotina de trabalho que exige corpo e mente. Mas as férias de início de ano vêm com o bônus do momento de renovação que muitos relacionam com o rito de passagem. Por isso, o período perfeito para repensar ações, hábitos e posturas diante da vida.

Muitos fazem listas de pendências e desejos a serem realizados nos meses seguintes. Quantos desses desejos dizem respeito à saúde? E qual a distância entre o desejo e o comprometimento para a ação?

Usar esse tempo para despertar em si um cuidado com a saúde pode garantir uma mudança que refletirá ao longo dos meses e anos. Então, que tal não se deixar dominar (totalmente) pela preguiça e usar as férias para manter os exercícios que vinham sendo feitos ou buscar algum que dê prazer e resultados positivos para a saúde e a autoestima?

Dentre tantos especialistas, a unanimidade é certeira: cuidados com a alimentação e a prática de exercícios físicos não dependem do período do ano. “Esses cuidados não são temporários. Têm que fazer parte da vida de cada um de forma contínua”, ressalta a nutricionista Lineuda Lima.

Pulando para o mundo das ações, sabemos como a mudança de rotina que as férias ocasiona dificulta que se continue andando na linha. Muitas saídas, refeições fora de casa, viagens, pausa nos exercícios e mais tempo com o corpo parado são os parceiros ideais para o peso aumentar, o condicionamento sofrer uma pequena queda e a volta à rotina ficar mais difícil.

Assim, pequenos sacrifícios para não perder o que se conquistou (para aqueles que já se exercitam e cuidam da alimentação) e uma nova maneira de enxergar uma vida de qualidade a longo prazo devem estar no cronograma descompromissado das férias.

Para a nutricionista Silvana Souto, o período de férias não deve ser de radicalismo ou exageros. “É importante lembrar que a alimentação está relacionada diretamente com nossa saúde. Portanto, se não queremos abrir mão de nossa saúde, não podemos descuidar de nossa alimentação. Isso não significa que precisamos ser radicais. É claro que, nas férias, saímos um pouco da rotina, mas não precisa exageros”, recomenda.

Para relembrar como funciona o consumo e o gasto de calorias, Lineuda Lima explica que, “quando você se alimenta, você está adquirindo calorias das quais necessita; mas, se você está gastando menos energia, as calorias extras vão ficar armazenadas no seu corpo em forma de gordura”. As contas das férias são simples: mais comida, menos exercício. O natural é ganhar alguns quilinhos.

Para que o fim das férias não chegue com dividendos para a saúde, não exagerar nas comidinhas e não ficar completamente parado durante o mês, usando atividades lúdicas e tirando um tempinho para se exercitar, podem fazer diferença e ampliar o ritmo para os meses que seguem.

E são essas as dicas que o Ciência e Saúde buscou com nutricionistas e profissionais de educação física para o período tão esperado das férias.

Por quê

ENTENDA A NOTÍCIA


Para muitas pessoas, o período de férias é o momento de mudança de rotina e relaxamento total. Quando isso também afeta os cuidados com a alimentação e com a manutenção do corpo em movimento, os resultados das férias podem ser desagradáveis. Alguns cuidados e a noção de que não há férias para o bem-estar podem fazer grande diferença.

Samaisa dos Anjos
[email protected]

TAGS