PUBLICIDADE
PUBLIEDITORIAL unicaservicos

Como higienizar ambientes corretamente para evitar contaminação por coronavírus?

Processo de higienização em ambientes para evitar Covid-19 é simples, mas exige técnica, afirma especialista. Procedimentos devem envolver produtos corretos, método de limpeza, desinfecção e capacitação das equipes de asseio e conservação

06/04/2021 06:00:46
"Um bom detergente e um bom desinfetante, você consegue limpar e desinfectar todas as superfícies em qualquer espaço, até em hospitais", explica Roberto Marques, diretor comercial da Única Serviços

Com a chegada da pandemia e, mais recentemente, das novas cepas do coronavírus, ambientes comerciais e residenciais precisaram replanejar suas estratégias de biossegurança para evitar a transmissão de Covid-19. O problema é que, com a nova demanda, muitos produtos e processos de limpeza sem eficácia se multiplicaram no mercado, causando prejuízos financeiros e sanitários à população.

Segundo Roberto Marques, diretor comercial da Única Serviços, empresa especializada em limpeza condominial e corporativa, um dos procedimentos que obteve mais sucesso foi o túnel de desinfecção, adotado em diversos locais de grande circulação de pessoas na primeira onda da pandemia.

No início de 2020, surgiram alguns métodos para combater o avanço do Covid-19, sendo, um deles os Túneis de Descontaminação Corporal que consiste em pulverizar um produto desinfetante diretamente nas pessoas em quanto o público caminhava dentro de um estrutura sem EPIs, podendo haver reações alérgicas aos sanitizantes e outras complicações. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) emitiu a Nota Técnica SEI/Anvisa – 0976782, reiterando que não existia nenhuma comprovação científica de que esta medida fosse eficaz.

Mas como, então, higienizar corretamente os ambientes? Para o diretor da Única, a limpeza deve seguir um protocolo simples, porém baseado em um treinamento padrão e uso de saneantes eficazes para cada tipo de superfície. “Com apenas dois produtos: um bom detergente e um bom desinfetante, você consegue limpar e desinfectar todas as superfícies em qualquer espaço, até em hospitais. No entanto, é importante haver um método para haja a descontaminação”, explica.

Entre os detalhes importantes para se atentar é que sempre deve ser realizada a limpeza antes de usar o desinfetante e, deve ocorrer um tempo de contato de 10 minutos do desinfetante sob as superfícies para que ocorra a desinfecção. O cuidado pode auxiliar no combate não só à Covid-19, mas também a outras doenças. “Nossa cultura é muito baseada no cheiro e no perfume dos ambientes. As pessoas precisam adotar uma nova cultura de higienização predial para se manter saudáveis, e a pandemia deve fazer com que a gente dê um salto em relação a isso”, completa Marques.

Condomínios reforçam cuidados no período de isolamento

Durante o período de isolamento rígido, os procedimentos de limpeza profissional de espaços coletivos não podem ser deixados de lado. Enquanto as empresas devem manter cuidados para evitar problemas no retorno às atividades, os condomínios residenciais precisam estar atentos para evitar a contaminação de quem, mesmo em casa, acaba convivendo com pessoas fora do círculo familiar.

Pensando nisso, o síndico profissional Dalven Santos contratou os serviços da Única para dois dos condomínios que gerencia. No início da pandemia, após assembleia virtual com os condôminos, a empresa foi escolhida pelo portfólio com mais de 40 procedimentos específicos de limpeza para condomínios e pela oferta de acompanhamento técnico aos clientes.

“A questão da Covid-19 é algo que pegou muitos profissionais de surpresa e, para nós, a empresa que atendia nossos prédios estava deixando a desejar. Com o reforço na limpeza logo no início, começamos a perceber detalhes que não percebíamos antes, como a importância da descontaminação de pontos de maior contato das pessoas como botão de elevadores, maçanetas, tomadas, torneiras a importância da limpeza do teto, de rodapés da higienização do piso com os produtos certos”, conta.

De acordo com Roberto Marques, porém, o ponto-chave para conseguir a satisfação - e a proteção - dos clientes é o treinamento das equipes que realizam a limpeza e a desinfecção nos condomínios. “A principal barreira biológica que existe são essas pessoas, que devem ser capacitadas em relação aos procedimentos, à rotina de trabalho e ao uso adequado dos equipamentos e produtos de limpeza. Precisamos proteger quem tanto tem nos ajudado neste momento, precisa haver um investimento adequado em equipamentos de proteção individual (EPIs) e nessa formação. Todas essas medidas, no entanto, não excluem a necessidade das medidas preventivas básicas, como distanciamento, uso de máscaras e álcool gel”, conclui.

Dicas para higienizar a casa corretamente

-Para evitar contaminação cruzada, procure separar os equipamentos de limpeza do banheiro e da cozinha dos demais ambientes da casa. Uma dica é utilizar cores diferentes para cada cômodo, para não levar utensílios de um local para outro;

-Nunca misture produtos de limpeza. Mesmo que juntar a água sanitária com o detergente em pó pareça uma boa ideia, esse tipo de ação faz com que os produtos percam o poder de limpeza e desinfecção, e ainda pode causar a liberação de gases nocivos à saúde;

-Ao escolher um produto detergente para limpar uma superfície, busque a opinião de um consultor de vendas para saber qual é o mais adequado para o uso desejado. Isso é importante porque detergentes têm níveis de pH diferentes, e cada um deles deve ser utilizado para uma função específica. Produtos com pH ácido são ideias para remover matérias inorgânicas, como minérios em reformas; os de pH neutro são bons para a eliminação de gorduras leves, do dia a dia; os alcalinos, por sua vez, são indicados para a remoção de gorduras mais pesadas.

Serviço

Única Serviços


Site: https://unicaservico.com.br


Telefones: (85) 4042.9000 / (85) 98104.6592


E-mail: [email protected]