PUBLICIDADE
PUBLIEDITORIAL

O protagonismo dos exercícios físicos para a manutenção da saúde

Para além de controlar o peso e melhorar o corpo, a prática de esportes é importante aliada na prevenção de doenças de diferentes ordens, principalmente contra as relacionadas à obesidade

08:00 | 04/12/2018
Especialistas indicam que a prática de exercícios deva ser de, pelo menos, três vezes na semana, com duração de 45 minutos a uma hora
Um dos hábitos mais recomendados por especialistas para manter a saúde em dia é a prática regular de exercícios físicos. A indicação é de que a frequência seja de pelo menos três vezes por semana, com duração entre 45 minutos e uma hora. Entretanto, muitos ainda não reconheceram a importância da atividade, resultando em boa parte da população fisicamente inativa, com sobrepeso e doenças relacionadas a esse problema.
 
Apesar da obesidade e excesso do peso ainda serem uma realidade preocupante com percentuais altos entre os brasileiros — 18,9% e 54%, respectivamente —, a atenção com os hábitos saudáveis entre a população do País tem crescido. É o que mostra a Pesquisa de Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças crônicas por Inquérito Telefônico (Vigitel), de 2017, realizada pelo Ministério da Saúde, que apontou que a prática de atividade física no tempo livre aumentou em 24,1% no período entre 2009 e 2017. De acordo com a pesquisa, cresceu também o consumo de alimentos mais saudáveis.
 
O educador físico Vilson Borges, coordenador do Hapvida +1K — assessoria esportiva de corrida do Hapvida —, também acredita que as pessoas têm se preocupado mais em ter hábitos saudáveis. “Existe uma corrente forte de médicos que hoje observa, muito mais que há 15, 20 anos, a importância do exercício físico. Muitos dos alunos que recebemos tiveram recomendação de exercícios por estar acima do peso. A mídia também trabalha, hoje, a prática do exercício de forma abrangente. Isso faz com que o exercício seja mais difundido”, afirma.
 
Benefícios
Entre os benefícios do exercício físico, é possível citar a prevenção de doenças, a manutenção da saúde mental e da autoestima, visto que é uma das ferramentas para alcançar o corpo que se deseja. Segundo Borges, a prática “previne doenças ocasionadas pelo sedentarismo, que consideramos o mal do século: obesidade, diabetes e hipertensão, todas diretamente relacionadas à falta de exercício físico”.
 
No campo da saúde mental, os exercícios ajudam a liberar substâncias como endorfina, que proporciona sensação de bem-estar, além de favorecer as relações interpessoais com a criação de vínculos de amizades no ambiente da prática física. “Temos artigos científicos que relacionam pessoas ativas à menor propensão de desenvolver doenças. A gente brinca que o exercício é como uma pílula que vai resolver e prevenir os problemas de doenças. Estudos também comprovam que as pessoas que praticam exercícios têm diminuição do risco de câncer em diferentes partes do corpo”, afirma o educador.
 
Em movimento
Há quatro anos, a gerente comercial Henriette Francez começou a correr com o objetivo de perder peso e diminuir os problemas de saúde decorrentes dele, tais como refluxo e problemas de estômago. Henriette afirma que com o início da prática de exercícios o progresso na saúde foi significativo, resultando, inclusive, na dispensa de medicamentos que precisava tomar para o refluxo.
 
“A melhora foi geral. Em termos de autoestima, quando começamos a perder peso, ficamos mais motivados, mais animados, com mais disposição. Tive um retorno muito bom tanto em relação à saúde, quanto na parte [da aparência] física, e é isso que a gente leva para a vida”, afirma. Aluna do Hapvida 1K núcleo Beira Mar desde março de 2016, Henriette, que treina duas vezes por semana, aponta a interação com os amigos da assessoria de corrida como outro ponto positivo.
 
Para Flávio Colares, analista de sistema e corredor há mais de 25 anos, o esporte é uma válvula de escape. “Consigo me livrar do estresse do dia a dia e transformar o cansaço mental em cansaço físico. Isso me deixa mais ativo e consigo ter boas noites de sono”, afirma. Aluno do Hapvida 1K desde fevereiro de 2016, Colares treina três vezes na semana no núcleo Beira Mar. “Percebi muitas melhorias desde que iniciei os treinos, tanto no tocante ao desempenho nas provas quanto no controle de peso e nos resultados dos exames de análises clínicas.”
 
Já Reginaldo Oliveira resolveu começar a praticar atividades físicas em 2015, quando sentia-se indisposto e apresentava obesidade nível I. “Tentei frequentar uma academia, mas não consegui dar continuidade, então tomei a decisão de praticar corrida, atividade que me ajudou a perder 12kg em um ano e que me traz muita satisfação pessoal”, afirma o consultor de vendas. Frequentador do núcleo Aeroporto do Hapvida 1K desde fevereiro de 2016, onde treina três vezes por semana, Oliveira já participou de corridas de rua de 5 km, 10 km, 21 km e 42 km. “Cada vez me sinto mais motivado a esses desafios, tanto em distância como em tempo de cada corrida. Estou acrescentando a natação em minha rotina e um pouco de pedal, com o objetivo de participar de um Ironman”, afirma.
 
Para começar
Para quem deseja iniciar a prática de exercícios físicos, o primeiro passo é procurar um médico e fazer um check-up para ter certeza de que está tudo bem com a saúde e que o exercício pode ser iniciado sem nenhum risco. 
 
Na hora de escolher a modalidade, algumas das mais procuradas pelos iniciantes são a caminhada, que pode evoluir para a corrida, musculação, hidroginástica e/ou natação. “Sugiro, independente de modalidades, que a pessoa procure algo que a atraia e empolgue e que seja orientada por um profissional qualificado, um professor de educação física que possa orientá-la a começar de forma mais leve”, indica o educador físico. A identificação com a atividade também afasta o risco de desistência.
 
No começo da prática de atividades, vale ainda as dicas de alimentar-se entre 45 minutos e uma hora antes do treino e manter a hidratação.
 
Hapvida 1K
Criado em fevereiro de 2016 com a proposta de tirar as pessoas do sedentarismo e incentivá-las para mais um quilômetro de corrida, o Hapvida 1K é a assessoria de corrida e caminhada aberta ao público e gratuita do Hapvida. O projeto já conta com seis locais de treino por Fortaleza: Aeroporto, avenida Beira Mar, avenida Bezerra de Menezes, Cambeba, Lago Jacarey e Parque do Cocó. Cada um com três profissionais para atender, direcionar e orientar a prática. Os treinos acontecem duas vezes por semana (segunda e quarta ou terça e quinta), pela manhã ou noite, com horários opcionais aos sábados pela manhã.
 
O cadastro pode ser feito pelo site hapvida.com.br. O aluno precisa ser maior de 15 anos e ser assíduo aos treinos para manter sua vaga na turma escolhida de acordo com os dias e horários de preferência. Os participantes não precisam ser clientes do Hapvida.
 
Além de Fortaleza, o Hapvida 1K está presente em Recife (PE), Belém (PA), Maceió (AL) e Salvador (BA).
Serviço:
Hapvida 1K
O cadastro pode ser feito pelo site hapvida.com.br/mais1k