PUBLICIDADE
Notícias

Quantidade de militares destacados é proporcional ao número de locais para votação

2.500 homens do exército foram destacados após denúncia de suposto envolvimento da Polícia Militar no 1º turno do pleito em Fortaleza

12:05 | 30/10/2016
NULL
NULL

[FOTO1]Os 2.500 militares destacados para reforçar a segurança no 2º turno das eleições em Fortaleza estão divididos nos colégios eleitorais de toda a Cidade, desde o início da manhã deste domingo, 30. A distribuição dos militares não se concentra em nenhuma região específica, mas é proporcional à quantidade de locais para votação e de eleitores. A informação é do general Estevam Cals Theophilo, da 10ª Região Militar, à frente do reforço.

O reforço federal foi garantido pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) após juízes eleitorais denunciarem interferência da Polícia Militar no 1º turno do pleito. Para completar as tropas, foram convocados militares de outros municípios do Nordeste, como Crateús (CE), Picos (PI), Teresina (PI), Petrolina (PE) e Garanhuns (PE).

Atuação policial

A atuação da Polícia Militar foi modificada neste 2º turno. Os policiais militares continuam a fazer a ronda e policiamento normalmente, mas só atenderão a ocorrências criminais. Os oficiais do Exército, por sua vez, cobrem os crimes eleitorais, como boca de urna. Cada zona conta com um oficial do Exército.


Redação O POVO Online, com informações do repórter Demitri Túlio

TAGS