PUBLICIDADE
Notícias

Inácio Arruda denuncia agressão de PMs durante ocorrência de boca de urna

Todos foram encaminhados à sede da Polícia Federal

19:40 | 02/10/2016
NULL
NULL

O secretario da Ciência, Tecnologia e Educação Superior do Ceará, Inácio Arruda, denunciou neste domingo, 2, ter sofrido agressão de policiais militares da Força Tática de Apoio (FTA), que trabalhavam na área do 5º Batalhão da Polícia Militar.  

A violência teria acontecido durante uma ocorrência de suspeita de boca de urna, do lado de fora do Instituto Federal do Ceará (IFCE), na Avenida 13 de Maio. O secretário diz que estava no Jardim Jatobá, quando foi avisado que a filha e a diretora da União Nacional dos Estudantes (Une) e outra pessoa foram detidas.

"Terminou que fomos espancados, fui enforcado por um cabo, absolumente louco. Minha esposa foi agredida e está sangrando no braço, foi espancada e jogada no chão. É a Polícia que tem que dar segurança e no encerramento de uma eleição", afirma.

Inácio disse que a esposa, que estava sangrando, foi agredida, golpeada e jogada no chão. "Receberam denúncia de que havia boca de urna e prenderam três pessoas, foi agressão de todo tipo. Põem documento dentro das partes das pessoas para criarem flagrante, é coisa de louco", relatou.

SSPDS
A Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), informou, por meio de nota, que recebeu, via Coordenadoria Integrada de Operações de Segurança (Ciops), a denúncia de possível boca de urna próximo do Instituto Federal do Ceará (IFCE), em Fortaleza.

Conforme a SSPDS, os policiais militares que atenderam a ocorrência conduziram três pessoas à sede da Polícia Federal. A SSPDS informa ainda que as denúncias de excesso por parte dos policiais serão apuradas.

Confira o momento em que Inácio chega à sede da Polícia Federal

[VIDEO1] 

 

Com informações de Bruno Balacó  

TAGS