Participamos do

Comissão de Infraestrutura do Senado aprova 4 indicações à diretoria da ANP

13:54 | Abr. 06, 2022
Autor Agência Estado
Foto do autor
Agência Estado Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Em sabatina com poucos questionamentos, a Comissão de Infraestrutura do Senado aprovou os indicados para compor a diretoria da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). Os nomes ainda precisam ser chancelados pelo plenário do Senado. Foram quatro indicações aprovadas pela comissão: de Fernando Wandscheer de Moura Alves, Claudio Jorge Martins de Souza, Daniel Maia Vieira e Symone Christine de Santana Araújo, que é diretora da ANP desde novembro de 2020 e é candidata à recondução ao cargo.

Apenas o senador Jean Paul Prates (PT-RN) dirigiu perguntas aos sabatinados. Uma delas foi a Alves, em razão de o indicado não ter trabalhado previamente no setor de óleo e gás. Em resposta ao senador, Alves afirmou que pode acompanhar discussões do mercado durante sua passagem pela Casa Civil da Presidência da República, e também no posto de secretário Executivo do Ministério do Meio Ambiente.

Já o indicado Daniel Maia foi questionado por Jean Paul Prates sobre eventual conflito de interesse, já que tem relações familiares com o ministro do Tribunal de Contas da União (TCU) Aroldo Cedraz. "Não tenho nada a esconder. Não me sinto em situação alguma conflitada."

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Currículos

Fernando Wandscheer de Moura Alves iniciou carreira profissional no Ministério da Defesa em 2004. Entre 2010 e 2018, exerceu cargos gerenciais em empresas dos ramos de tabaco, papel, saúde e comunicação. Em 2019, retornou à administração pública federal, onde ocupou cargos como Secretário Executivo Adjunto da Casa Civil da Presidência da República, Secretário de Articulação e Parcerias do Ministério da Cidadania, Secretário de Modernização Institucional da Secretaria Geral da Presidência da República e Secretário Executivo do Ministério do Meio Ambiente.

Já Claudio Jorge Martins de Souza trabalhou na iniciativa privada como geólogo na área de petróleo, e de recuperação ambiental. Entrou na ANP como servidor em 2005, e já ocupou a vaga de Superintendente Adjunto de Dados Técnicos e, desde 2017, tem atuado como Superintendente de Dados Técnicos na ANP.

Daniel Maia Vieira foi Analista de Finanças e Controle da Controladoria-Geral da União (CGU), entre 2006 e 2008, e Auditor Federal de Controle Externo do Tribunal de Contas da União (TCU). No TCU, ocupou o cargo de diretor substituto na Secretaria de Fiscalização de Desestatização (Sefid) e de diretor na Secretaria de Fiscalização de Desestatização em Energia e Comunicações (SefidEnergia). Foi também Secretário da Secretaria de Fiscalização de Infraestrutura em Energia Elétrica (SeinfraElétrica) e Assessor na Secretaria-Geral de Controle Externo (Segecex).

Já Symone Christine de Santana Araújo assumiu vaga na diretoria da ANP em novembro de 2020 e está sendo reconduzida ao cargo. Atuou no Departamento de Gás Natural do Ministério de Minas e Energia, e também foi membro dos Conselhos Fiscais da Petrobras, da Empresa Brasileira de Administração de Petróleo e Gás Natural S.A. (PPSA), e da Empresa de Pesquisa Energética (EPE).

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Os cookies nos ajudam a administrar este site. Ao usar nosso site, você concorda com nosso uso de cookies. Política de privacidade

Aceitar