Logo O POVO+

Jornalismo, cultura e histórias em um só multistreaming.

Participamos do

Receita Federal ganha reforço orçamentário, mas sindicato mantém protesto

Após os servidores alertarem que o dinheiro da Receita Federal estaria perto do fim, com ameaça de uma paralisação do órgão ainda no primeiro semestre, o Ministério da Economia decidiu recompor o orçamento do Fisco. Mas os auditores dizem que os novos recursos também serão insuficientes para chegar ao fim do ano.

Desde dezembro, o Sindifisco Nacional reclama do corte de R$ 1,2 bilhão no orçamento da Receita para 2022. Na noite de quarta-feira, 31, o governo publicou o decreto de reprogramação orçamentária com um aumento de R$ 468,5 milhões no orçamento do Ministério da Economia para este ano. De acordo com fontes da equipe econômica, recompor o orçamento da Receita é uma das prioridades para a aplicação destes recursos, mas outras áreas da pasta também devem ser contempladas.

"Ainda que fosse direcionado apenas para a Receita Federal, o governo sabe que esse valor não viabiliza o funcionamento da Receita", disse o presidente do Sindifisco Nacional, Isac Falcão. Apesar de estarem em operação-padrão nas aduanas desde o fim de 2021, os auditores-fiscais descartam uma paralisação como a do Banco Central e a do Tesouro Nacional, porque a falta de orçamento poderia levar a uma suspensão involuntária das atividades a partir do próximo mês. Questionada, a Receita Federal disse apenas que não iria comentar.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine
Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Os cookies nos ajudam a administrar este site. Ao usar nosso site, você concorda com nosso uso de cookies. Política de privacidade

Aceitar