Participamos do

Vendas de automóveis na China caem pelo 8º mês seguido; covid afeta produção

12:01 | Fev. 14, 2022
Autor Agência Estado
Foto do autor
Agência Estado Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

As vendas de carros da China recuaram pelo oitavo mês consecutivo, no momento em que surtos de covid-19 em algumas cidades do país prejudicam a produção automobilística. As vendas de carros de passageiros no varejo recuaram 4,4% em janeiro, na comparação anual, a 2,09 milhões de veículos, informou nesta segunda-feira, 14, a Associação de Carros de Passageiros da China.

A entidade espera que o maior mercado do mundo siga fraco em fevereiro, em quadro de desaceleração econômica, maior escrutínio sobre o setor imobiliário e surtos esporádicos de covid-19 que podem continuar a enfraquecer a demanda dos consumidores.

A Toyota Motor informou que suas vendas na China recuaram 21,5% no mês passado, na comparação anual. As vendas de duas joint ventures da Volkswagen na China tiveram baixas de 19,9% e 17,9% em janeiro, segundo os dados da associação. A Toyota e a Volkswagen fecharam fábricas na cidade de Tianjin, no norte chinês, por mais de uma semana no mês passado, após a cidade reportar dezenas de casos de covid-19.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

As vendas da Nissan tiveram baixa de 8,7% e as da Honda, de 6,9%.

Também em janeiro, as vendas de carros elétricos e híbridos mais que dobraram na comparação anual, a 347 mil, segundo a mesma entidade. A Tesla vendeu 59.845 carros em sua fábrica em Xangai, 67,8% deles exportados para fora da China.

As fabricantes de carros elétricos sofrem pressão crescente, devido ao aumento dos preços do lítio e de outros materiais, bem como pela redução de subsídios do governo para a compra de veículos elétricos novos, diz a associação.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags