Participamos do

Inflação 2021: Fortaleza encerra o ano com índice acima do nacional e alta generalizada de preços

O grupo transportes (20,11%), principalmente devido ao subgrupo combustíveis, que encareceu 47,26%, foi o que mais pesou na perda do poder de compra do consumidor
10:30 | Jan. 11, 2022
Autor Beatriz Cavalcante
Foto do autor
Beatriz Cavalcante Articulista quinzenal do O POVO
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

A Grande Fortaleza terminou 2021 com alta generalizada de preços nos nove grupos pesquisados pelo Instituto Brasileiro Geografia e Estatística (IBGE) e inflação de 10,63% no ano, acima da média nacional de 10,06%.

O que puxou o sétimo maior Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) do País de 16 regiões monitoradas foi o grupo transportes (20,11%), principalmente devido ao subgrupo combustíveis, que encareceu 47,26% na Capital e Região Metropolitana. 

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente