Participamos do

S&P: Esperamos ampla continuidade nas principais políticas econômicas após eleições

23:21 | Nov. 30, 2021
Autor Agência Estado
Foto do autor
Agência Estado Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

A agência de classificação de risco S&P Global disse esperar uma "ampla continuidade" nas principais políticas econômicas brasileiras após as eleições de 2022. A declaração consta do relatório em que foi anunciada a manutenção do rating BB- do Brasil.

"A política brasileira será impulsionada pelas eleições nacionais de outubro de 2022 para presidente, Congresso nacional e governadores. Esperamos ampla continuidade nas principais políticas econômicas após as eleições. A nova administração provavelmente enfrentará uma legislatura fragmentada, reforçando a necessidade de políticas pragmáticas. Até o momento, os dois principais candidatos presidenciais são o presidente Jair Bolsonaro e o ex-presidente Lula da Silva", diz a S&P, em nota.

Ao comentar as características do legislativo brasileiro, a S&P avalia que o País tem capacidade limitada para avançar nas reformas estruturais necessárias para alcançar um crescimento mais rápido e reduzir os níveis de dívida do governo.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

"O Brasil é uma democracia estável com amplos controles e equilíbrios, incluindo um judiciário ativo. Goza de estabilidade política e continuidade nas principais políticas econômicas. No entanto, seu sistema político impõe a necessidade de construir um amplo consenso para aprovar uma lei", diz a agência. "A combinação de tal cenário institucional e um Congresso altamente fragmentado, com muitos partidos políticos, muitas vezes atrasa ou impede as reformas fiscais (como as reformas tributárias) e outras, o que poderia resolver as deficiências econômicas em tempo hábil."

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags