Logo O POVO+

Jornalismo, cultura e histórias em um só multistreaming.

Participamos do

Tendência é que PEC dos Precatórios seja aprovada, avalia líder do MDB na Câmara

Embora o MDB seja contra a PEC dos precatórios, o líder da legenda na Câmara, deputado Isnaldo Bulhões (AL), disse nesta terça-feira, 9, que a proposta deve ser aprovada pela Câmara dos Deputados.

Na avaliação do líder, a votação mais dura desta terça-feira - um destaque para manter ou não a mudança no teto de gastos, a regra que limita o avanço das despesas à inflação - rendeu 316 votos favoráveis, número que pode servir de termômetro para o que o governo deve obter no 2º turno.

O governo precisa de 308 votos favoráveis para assegurar a aprovação do texto. Após a votação em segundo turno, o texto segue para o Senado Federal.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

"A tendência é que a PEC seja aprovada", disse o líder. "Hoje o quórum está bem maior", afirmou, lembrando que na semana passada 57 deputados se ausentaram. O governo trabalhou para garantir a presença desses parlamentares, principalmente os aliados, que poderiam elevar a base de votos favoráveis.

"O governo tem recursos para o convencimento", avaliou Isnaldo. Segundo ele, o saldo deve ser positivo mesmo com a mudança na orientação de PDT e outros partidos que ajudaram o governo no primeiro turno e agora estão votando contra a proposta.

No MDB, a orientação do partido é contra a PEC, mas ainda assim dez parlamentares votaram a favor no primeiro turno. Segundo o líder, esse número até pode oscilar para cima, uma vez que os deputados do MDB foram os que mais se ausentaram na votação da semana passada e não houve fechamento de questão na legenda.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Os cookies nos ajudam a administrar este site. Ao usar nosso site, você concorda com nosso uso de cookies. Política de privacidade

Aceitar