Participamos do

China: em busca de dinheiro para evitar calote, Evergrande vende aviões

09:15 | Nov. 05, 2021
Autor Agência Estado
Foto do autor
Agência Estado Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O China Evergrande Group levantou mais de US$ 50 milhões no mês passado com a venda de dois de seus aviões particulares, de acordo com pessoas familiarizadas com o assunto, trazendo o dinheiro necessário para ajudar no calote de sua dívida em dólares.

Os investidores americanos compraram os jatos, que eram ambos modelos da Gulfstream, de acordo com as fontes e um banco de dados da aviação executiva. As vendas foram encerradas em outubro, mesmo mês em que Evergrande fez dois pagamentos de cupom de títulos vencidos pouco antes do término dos períodos de carência de 30 dias.

A empresa fez muitos empréstimos e se expandiu agressivamente por anos, comprando centenas de terrenos em toda a China, construindo gigantescos edifícios residenciais e vendendo muitos apartamentos anos antes de serem concluídos. A Evergrande também se ramificou em parques temáticos, serviços de saúde e veículos elétricos. Comprou ainda um time de futebol profissional em sua província natal de Guangdong.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

A farra deixou a gigante imobiliária chinesa com o equivalente a cerca de US$ 300 bilhões em passivos no final de junho, incluindo cerca de US$ 20 bilhões em títulos em dólar. Os pagamentos de vários títulos vencem na próxima semana. Fonte: Dow Jones Newswires.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags