PUBLICIDADE
Economia
NOTÍCIA

Fluxo cambial total em 2021 até 2 de julho é positivo em US$ 15,158 bi, diz BC

15:23 | 07/07/2021

O fluxo cambial total do ano de 2021 até 2 de julho foi positivo em US$ 15,158 bilhões, informou nesta quarta-feira, 7, o Banco Central. No mesmo período de 2020, o resultado havia sido negativo em US$ 12,867 bilhões.

Em 2021 até 2 de julho, a entrada líquida de dólares pelo canal financeiro foi de US$ 804 milhões. Este resultado é fruto de aportes no valor de US$ 269,276 bilhões e de envios no total de US$ 268,472 bilhões. O segmento reúne investimentos estrangeiros diretos e em carteira, remessas de lucro e pagamento de juros, entre outras operações.

No comércio exterior, o saldo acumulado ficou positivo em US$ 14,354 bilhões, com importações de US$ 104,476 bilhões e exportações de US$ 118,830 bilhões. Nas exportações estão incluídos US$ 16,206 bilhões em Adiantamento de Contrato de Câmbio (ACC), US$ 32,582 bilhões em Pagamento Antecipado (PA) e US$ 70,041 bilhões em outras entradas.

Junho

Após o lucro de R$ 10,957 bilhões com as operações de swap cambial em maio, o Banco Central registrou lucro de R$ 21,658 bilhões em junho com sua posição pelo critério caixa.

Pelo conceito de competência, houve ganhos de R$ 18,446 bilhões. O resultado pelo critério de competência inclui ganhos e perdas ocorridos no mês, independentemente da data de liquidação financeira. A liquidação financeira desse resultado (caixa) ocorre no dia seguinte, em D+1.

O BC obteve ainda perdas de R$ 91,957 bilhões com a rentabilidade na administração das reservas internacionais no mês passado. Entram nesse cálculo ganhos e prejuízos com a correção cambial, a marcação a mercado e os juros.

Já o resultado líquido das reservas, que é a rentabilidade menos o custo de captação, ficou negativo em R$ 95,665 bilhões em junho. O resultado das operações cambiais no período ficou negativo em R$ 77,219 bilhões.

No acumulado de 2021 até 2 de julho, o lucro com swaps somou R$ 18,084 bilhões pelo resultado caixa e R$ 16,516 bilhões pelo competência. Já a rentabilidade das reservas internacionais ficou negativa em R$ 61,264 bilhões, com resultado líquido negativo de R$ 96,715 bilhões e operações cambiais também negativas de R$ 80,198 bilhões.

O BC sempre destaca que, tanto em relação às operações de swap cambial quanto à administração das reservas internacionais, não visa ao lucro, mas fornecer hegde ao mercado em tempos de volatilidade e manter um colchão de liquidez para momentos de crise.

Semana

O fluxo cambial da semana passada (de 28 de junho a 2 de julho) ficou positivo em US$ 1,658 bilhão.

O canal financeiro registrou no período saída líquida de US$ 452 milhões. Isso foi resultado de aportes no valor de US$ 14,235 bilhões e de envios no total de US$ 14,687 bilhões. Este segmento reúne investimentos estrangeiros diretos e em carteira, remessas de lucro e pagamento de juros, entre outras operações.

No comércio exterior, o saldo ficou positivo em US$ 2,110 bilhões no período, com importações de US$ 3,912 bilhões e exportações de US$ 6,022 bilhões. Nas exportações, estão incluídos US$ 672 milhões em Adiantamento de Contrato de Câmbio (ACC), US$ 961 milhões em Pagamento Antecipado (PA) e US$ 4,389 bilhões em outras entradas.