PUBLICIDADE
Economia
NOTÍCIA

Infraestrutura quer chegar em R$ 100 bi de investimento contratado até fim do ano

11:03 | 02/07/2021

O Ministério da Infraestrutura fechou o primeiro semestre de 2021 com R$ 18,89 bilhões de investimentos contratados e 29 ativos concedidos, conforme balanço divulgado pela pasta nesta sexta-feira (2). Comandado por Tarcísio de Freitas, o ministério quer alcançar a marca de R$ 100 bilhões de investimentos contratados até o fim deste ano, somando os dados desde 2019, primeiro ano do governo Bolsonaro. Até agora, o número chega a R$ 71,07 bilhões, com 70 ativos concedidos.

Em relação a obras, foram entregues 51 no primeiro semestre deste ano, e 17 empreendimentos iniciados, retomados ou autorizados. "Também foram 927 km de novas rodovias, com pavimentações, duplicações e reconstruções", disse Freitas durante a divulgação, destacando que os primeiros seis meses do ano ainda enfrentam o desafio de ser um período de chuvas. Também foram contabilizados 170 km de novas ferrovias e 23 terminais de uso privado assinados.

"Dados mostram alinhamento dos números com o que foi dito no primeiro dia do ministério. Primeiro, a transferência grande de ativos para iniciativa privada; segundo, solução de passivos herdados - e vamos ver exemplo disso agora, no segundo semestre, que vamos fazer primeiro leilão de relicitação, com o aeroporto de São Gonçalo do Amarante; e o terceiro pilar, a conclusão de obras inacabadas. Nosso foco é entregar aquilo que estava em andamento. Obras paradas não geram taxa de retorno", disse o ministro da Infraestrutura nesta sexta.

Tarcísio ainda afirmou que os leilões realizados no primeiro semestre, como a concessão de 22 aeroportos, mostram a relação de confiança do País com o setor privado. "Era um momento de desconfiança para fazer leilões, e nós mostramos que sim, que tem apetite, os investidores elogiaram a qualidade da estruturação dos projetos, a forma equilibrada da distribuição de riscos", disse.