PUBLICIDADE
Economia
NOTÍCIA

Volume de serviços no Ceará cai 1,9% entre março e abril, aponta IBGE

Índice vem sofrendo variações positivas e negativas ao longo de 2021. Em janeiro, queda de 3%, seguido de alta em fevereiro, mas novas quedas em março e abril

Samuel Pimentel
11:09 | 11/06/2021
Serviços relacionados ao transporte foram os que apresentaram melhor resultado positivo em abril. (Foto: Thais Mesquita)
Serviços relacionados ao transporte foram os que apresentaram melhor resultado positivo em abril. (Foto: Thais Mesquita)

O volume de serviços no Ceará sofreu a segunda queda consecutiva e a terceira em quatro medições no ano. Entre março e abril, a queda foi de 1,9%, segundo dados da Pesquisa Mensal de Serviços (PMS) do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O índice vem sofrendo variações positivas e negativas ao longo de 2021. Em janeiro, queda de 3%, seguido de alta em fevereiro, mas novas quedas em março e abril.

LEIA MAIS | Volume de serviços no Ceará cresceu 0,7% em março

Na comparação com abril de 2020, período em que houve o auge da primeira onda da pandemia no Estado, o volume de serviços avançou 21,6%, primeira taxa positiva este ano nessa comparação com o ano passado e a mais intensa da série histórica, iniciada em janeiro de 2012.

Apesar do resultado positivo mês contra mês, no acumulado do ano de 2021, o setor diminuiu 2%, uma magnitude menor do que as quedas dos dois meses anteriores. Em 12 meses, a variação aponta recuo de 12,2%, também menor do que as duas variações registradas anteriormente, segundo o IBGE.

Segmentos

O setor de serviços teve como segmentos em destaque o de transportes, serviços auxiliares aos transportes e correio (evolução mensal de 57,1% em comparação ao mesmo mês em 2020), serviços profissionais, administrativos e complementares (33,0%) e serviços prestados às famílias (14,3%).