Participamos do

Shoppings no Ceará projetam crescimento de até 32% nas vendas com Dia dos Namorados

Levantamento feito pelo O POVO consultou 13 estabelecimentos e constatou que o fortalecimento das plataformas de vendas online deverá ser o grande impulsionador das vendas para a data neste ano
15:08 | Jun. 01, 2021
Autor Alan Magno
Foto do autor
Alan Magno Estagiário de jornalismo
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

A tradição da troca de presentes no Dia dos Namorados é vista por muitos como um símbolo de afeto e carinho, mas para além disso, a data representa um fôlego no faturamento do comércio. No Ceará, os shopping centers projetam um crescimento que pode chegar até 32% no fluxo de venda, a depender do centro comercial. Levantamento feito pelo O POVO consultou 13 estabelecimentos e constatou que o fortalecimento das plataformas de vendas online deverá ser um dos grandes impulsionadores de vendas para a data este ano.

Uma das estratégias usadas para alavancar as vendas foi a junção das campanhas promocionais do Dia das Mães com o Dia dos Namorados, oferecendo descontos e participações em sorteios para compras feitas no período entre as duas maiores datas do varejo no primeiro semestre. Em estimativa fornecida ao O POVO, o Sindicato do Comércio Varejista e Lojista (Sindilojas), ponderou que somando todas as vendas do Estado para a data, espera-se um crescimento mínimo de 5% e máximo de 10%.

No cenário ainda incerto quanto ao desempenho, nem todos os centros comerciais procurados pelo O POVO conseguiram elaborar uma estimativa de crescimento, porém, a expectativa positiva é unânime entre as respostas recebidas. O Shopping Parangaba espera um aumento de 15% nas vendas comparando com igual período de 2020, somando as compras feitas presencialmente e as encomendas online. Da mesma forma, o Centro Fashion, estima um aumento de 10% no fluxo de vendas com relação ao período do ano passado.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Por sua vez, os Shoppings RioMar Fortaleza e RioMar Kennedy, afirmaram que o fato de as lojas físicas terem passado a data de 2020 fechadas impossibilitou uma estimativa de como as vendas deste ano irão se desenvolver. Em nota, os estabelecimentos afirmaram, porém, que: “Com o atual funcionamento, além do fortalecimento das vendas na internet pela nossa plataforma RioMar Online, nossa expectativa é otimista quanto a data”.

Com relação a movimentação de clientes e fluxo de vendas registradas nos meses que antecederam o Dia dos Namorados, a superintendente do Shopping Benfica, Marcirlene Pinheiro, afirma que a expectativa do centro comercial é de crescimento: “Em torno de 40% no fluxo e de 32% nas vendas”.

Mesmo sem expressar projeções de crescimento, representantes dos Shopping Centers Iguatemi e Del Paseo, afirmam que os estabelecimentos esperam superar as vendas registradas nos dois últimos anos. O superintendente do Iguatemi, Wellington Oliveira, afirma que com impulsionamento dos sorteios de prêmios para clientes que realizarem compras durante o período deve ocasionar a superação do número de vendas de 2019, antes da pandemia.

Além das promoções, para justificar a estimativa de boas vendas, a gerente de Marketing do Shopping Del Paseo, Lana Cordeiro, pondera que os lojistas investiram em atendimento e metodologias de compras online. “Estamos mais preparados. O comércio tem se habituado a esse novo momento e investido em novas estratégias para manter as vendas”, afirma.

Em posição mais cautelosa, o Grand Shopping Messejana, afirmou em nota que espera “um bom retorno, dentro das limitações do período de pandemia”. Diferente dos outros shopping centers, o centro comercial ponderou que as vendas físicas ainda devem superar as feitas por canais digitais e que tem investido em promoções e descontos para incentivar o consumo dos visitantes.

Dona de quatro shopping centers no Ceará, a rede Ancar Ivanhoe, representante do North Shopping Fortaleza, North Shopping Jóquei, North Shopping Maracanaú e Via Sul Shopping, afirmou estar investindo em produções de itens específicos para impulsionar as vendas, sendo eles: calçados, óticas, joias e eletroeletrônicos. A rede ponderou ainda que as vendas online e aquelas feitas por meio da opção delivery são apostas para manter o rendimento na data, mas sem expressar qualquer projeção de crescimento.

Procurado pelo O POVO, o Shopping Aldeota não respondeu os questionamentos feitos ainda na manhã do dia 31 de maio.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags