PUBLICIDADE
Economia
NOTÍCIA

Representante do comércio acredita que não haverá reabertura no Ceará

A demora do governador Camilo Santana em realizar anúncio sobre o lockdown é vista como sinal de continuidade do estado de isolamento rígido

Beatriz Cavalcante
17:21 | 04/04/2021
Assis Cavalcante, presidente da de CDL Fortaleza (Foto: JÚLIO CAESAR)
Assis Cavalcante, presidente da de CDL Fortaleza (Foto: JÚLIO CAESAR)

Pela demora do governador do Ceará, Camilo Santana (PT), em anunciar sobre a continuação ou não do lockdown no Estado, Assis Cavalcante, presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Fortaleza, acredita que não haverá reabertura dos segmentos.

AO VIVO! Assista ao anúncio de Camilo Santana sobre o lockdown no Ceará 

Ele diz que por mais que o setor tenha a esperança de voltar à ativa, a demora do governador é vista como um sinal negativo. "Nós estamos na expectativa de abrir, pois faz mais de 30 dias. Estamos numa situação melhor de platô, mas num nível muito alto. Mas precisamos voltar a trabalhar. (Porém) Se fosse para reabrir, já teriam anunciado antes. Como as lojas estão fechadas há 30 dias, não podem reabrir de uma hora para outra, pois seria preciso de limpeza, organizar estoques. Por isso acho que não deve liberar", complementa.

Com informações do repórter Samuel Pimentel

Histórico 

Na última sexta-feira, 26 de março, o lockdown havia sido prorrogado por mais uma semana, até domingo, 4 de abril,  em decisão tomada na reunião do comitê científico.

O lockdown foi decretado em Fortaleza em 3 de março e entrou em vigor em 5 de março. Seria pelo período de 14 dias, incialmente até 18 de março.

Em 11 de março, o lockdown foi estendido para todos os municípios do Ceará, a partir de 13 de março, indo até o dia 21 em todo o Ceará, inclusive em Fortaleza. Foi a primeira vez que todo o Ceará ficou simultaneamente no chamado isolamento social rígido.

Em 19 de março, o lockdown foi prorrogado até 28 de março, próximo domingo.

Em Fortaleza, os 24 dias de lockdown até este domingo já igualou o período de isolamento mais estrito de 2020, ocorrido em maio do ano passado: 24 dias.

Histórico 

Na última sexta-feira, 26 de março, o lockdown havia sido prorrogado por mais uma semana, até domingo, 4 de abril,  em decisão tomada na reunião do comitê científico.

O lockdown foi decretado em Fortaleza em 3 de março e entrou em vigor em 5 de março. Seria pelo período de 14 dias, incialmente até 18 de março.

Em 11 de março, o lockdown foi estendido para todos os municípios do Ceará, a partir de 13 de março, indo até o dia 21 em todo o Ceará, inclusive em Fortaleza. Foi a primeira vez que todo o Ceará ficou simultaneamente no chamado isolamento social rígido.

Em 19 de março, o lockdown foi prorrogado até 28 de março, próximo domingo.

Em Fortaleza, os 24 dias de lockdown até este domingo já igualou o período de isolamento mais estrito de 2020, ocorrido em maio do ano passado: 24 dias.