PUBLICIDADE
Economia
NOTÍCIA

Média da inflação para famílias com renda mais baixa no Brasil é de 0,82% em fevereiro

Essa é a maior taxa para o mês de fevereiro desde 2016 (0,95%)

10:05 | 11/03/2021
Filas se formam em frente a bancos e supermercados no Famengo, zona sul da cidade. (Foto: Tânia Rego/Agência Brasil)
Filas se formam em frente a bancos e supermercados no Famengo, zona sul da cidade. (Foto: Tânia Rego/Agência Brasil)

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), que mede a variação da cesta de compras de famílias com renda de até cinco salários mínimos, registrou inflação de 0,82% no país em fevereiro, percentual maior que o de janeiro (0,27%). É, também, a maior taxa para o mês de fevereiro desde 2016 (0,95%). Segundo dados divulgados hoje (11), no Rio de Janeiro, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o INPC acumula 1,09% no ano e 6,22% em 12 meses.

LEIA MAIS | Inflação em Fortaleza avança 1,48% em fevereiro e chega a 6,55% em 12 meses

A inflação oficial, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), ficou acima do INPC em fevereiro (0,86%). No acumulado de 12 meses, no entanto, o IPCA é menor (5,20%). Em fevereiro, os produtos alimentícios medidos pelo INPC tiveram alta de preços de 0,17%, percentual inferior ao 1,01% de janeiro. Já os não alimentícios medidos pelo INPC registraram inflação de 1,03% em fevereiro, acima do 0,03% de janeiro.

IPCA em Fortaleza

De acordo com dados do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (IPCA), Fortaleza fechou o mês de fevereiro com alta de 1,48% na inflação. O resultado faz com que a Região Metropolitana de Fortaleza se consolide como a maior inflação sobre os preços dos produtos entre todas as capitais, com 1,85% de alta no acumulado após dois meses. No resultado dos últimos 12 meses, a alta já chega a 6,55%, bem acima da média nacional no mesmo período que foi de 5,2%.