PUBLICIDADE
Economia
NOTÍCIA

Confiança do setor de serviços cai 0,7 ponto em janeiro ante dezembro, diz FGV

A piora foi influenciada tanto pela percepção de queda no volume de serviços quanto das expectativas para os próximos meses

08:48 | 29/01/2021
Consumidores ficam cada vez mais cautelosos e reduzindo o consumo de serviços que tendem a ter maior circulação de pessoas (Foto: Fabio Lima)
Consumidores ficam cada vez mais cautelosos e reduzindo o consumo de serviços que tendem a ter maior circulação de pessoas (Foto: Fabio Lima)

O Índice de Confiança de Serviços (ICS) caiu 0,7 ponto na passagem de dezembro para janeiro, na série com ajuste sazonal, atingindo 85,5 pontos, informou nesta sexta-feira, 29, a Fundação Getúlio Vargas (FGV). Em médias móveis trimestrais, o índice também cedeu 0,7 ponto.

"Em janeiro, a piora foi influenciada tanto pela percepção de queda no volume de serviços quanto das expectativas para os próximos meses. Diante da nova piora nos números de Covid e com o fim dos programas emergenciais do governo, consumidores ficam cada vez mais cautelosos e reduzindo o consumo de serviços que tendem a ter maior circulação de pessoas. Esse cenário contribui para a persistência de obstáculos na recuperação da confiança do setor", diz a nota divulgada pela FGV.

O Índice de Situação Atual (ISA-S) caiu 0,7 ponto, para 80,0 pontos. O Índice de Expectativas (IE-S) também recuou 0,7 ponto, para 91,3 pontos, o menor valor desde julho, quando registrou 87,3 pontos. Pela ótica setorial, houve queda do ICS em 6 dos 13 segmentos pesquisados.

Por outro lado, o Nível de Utilização da Capacidade Instalada (NUCI) do setor de serviços aumentou 0,9 ponto porcentual para 83,4%, o maior valor desde setembro de 2015 (83,6%). A coleta de dados para a edição de janeiro da Sondagem de Serviços foi realizada com 1.590 empresas entre os dias 2 e 27 do mês.