PUBLICIDADE
Economia
NOTÍCIA

Meta do Governo é arrecadar R$ 4,9 bilhões no primeiro bimestre

Ao longo de 2021, a previsão é de que a arrecadação do Estado chegue a R$ 30,6 bilhões, segundo o programa de metas bimestrais, publicado no Diário Oficial do Estado. Deste montante, R$ 2,8 bilhões devem ser destinados a investimentos

Irna Cavalcante
09:26 | 26/01/2021
Em 2021, programa de metas fiscais do Governo do Ceará prevê R$ 2,8 bilhões em investimentos (Foto: JÚLIO CAESAR)
Em 2021, programa de metas fiscais do Governo do Ceará prevê R$ 2,8 bilhões em investimentos (Foto: JÚLIO CAESAR)

No primeiro bimestre deste ano, o Governo do Ceará tem como meta arrecadar R$ 4,9 bilhões. Deste montante, R$ 2,5 bilhões virá da arrecadação própria dos impostos. Os dados fazem parte do programa de metas bimestrais, do Comitê de Gestão por resultados e de gestão fiscal (Cogerf), publicado no Diário Oficial do Estado. No ano, a previsão é de que a arrecadação chegue a R$ 30,6 bilhões.

Dos R$ 26,3 bilhões previstos para serem desembolsados neste ano pelo poder Executivo, R$ 10,8 bilhões são para gastos com pessoal e encargos sociais. Os investimentos devem somar R$ 2,8 bilhões.

No documento, também está definido o cronograma de desembolso mensal para os Poderes e Órgãos ao longo do ano, em conformidade com as despesas do orçamento fiscal e da seguridade social da Lei Orçamentária Anual 2021.

Para o Judiciário está previsto a administração de R$ 1,2 bilhão, enquanto que para o Legislativo serão R$ 688 milhões em desembolso ao longo do ano.

De acordo com o Cogerf, se for verificado ao final de cada bimestre, desequilíbrio fiscal que comprometa o cumprimento da programação financeira e o cronograma de execução mensal de desembolso, será adotado nos trinta dias subsequentes, limitação de empenho e movimentação financeira, segundo os critérios fixados no art. 47 da Lei de Diretrizes Orçamentárias do Estado para 2021.