Participamos do

O que é cashback e quais são os benefícios e perigos do sistema que dá dinheiro de volta?

O sistema cashback, que se baseia no retorno de crédito ao consumidor, neste ano deve ter atuação maior no e-commerce. O modelo, além de "ajudar" o cliente, também beneficia as empresas
21:36 | Nov. 27, 2020
Autor O Povo
Foto do autor
O Povo Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Está ocorrendo nesta sexta-feira, 27, a Black Friday no Brasil. Neste ano, devido à pandemia do novo coronavírus, o e-commerce (lojas virtuais) deve dominar as vendas. Segundo estudo da Neotrust, em parceria com a Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm), a estimativa é que sejam realizados 10,9 milhões de pedidos durante o período, 77,2% superior ao ano passado. Diante deste cenário e dentre tantas opções de compras com promoções e ofertas, uma alternativa para aproveitar a data sem ter muitos prejuízos é o cashback, o conhecido “dinheiro de volta”. Esse sistema basicamente retorna créditos ao consumidor para que ele possa os utilizar em compras futuras.

>> Quando vale a pena usar cashback, sistema de retorno de crédito nas compras

O modelo, além de “ajudar” o cliente, também beneficia as empresas, pois ele cria um ciclo vicioso de consumo, que se baseia em gasto e retorno de dinheiro para mais compras. Segundo Celso Sant'Ana, mestre em Finanças pela UFMG, os cashbacks são instrumentos inteligentes, que conseguem traçar um laço de fidelidade entre o consumidor e a empresa. "A principal vantagem para as empresas é a fidelização do cliente. As empresas optam por esse modelo de fazer com que parte do valor da compra retornem para o cliente. Então, muitas vezes, o consumidor que estava na dúvida sobre qual loja comprar, escolhe aquela que fornece o cashback".

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

>> Os direitos do consumidor no uso do cashback

Sant’Ana, que também é fundador da empresa Psicologia Financeira, fala que o processo psicológico reforça a sistemática. “Por menor que seja o cashback, ele traz uma sensação psicológica e emocional de que o cliente está com um desconto real. Isto diferencia o cashback dos pontos de fidelização, que expiram, que têm prazos. O cashback traz a sensação de liberdade em relação ao valor recebido de volta, pelo fato de ser dinheiro".

DICAS PARA APROVEITAR CASHBACKS SEM SER ENGANADO

Várias empresas, principalmente na Black Friday, aumentam o preço dos produtos antes do evento para dar a falsa noção ao cliente de que ele está ganhando valor de cashback. Para evitar fraudes, uma boa saída é pesquisar marcas que tenham o comprometimento de transparência e divulgação de preços.

LEIA MAIS : O que é pagamento por QR code?

"Uma dica que é importante, como temos um cenário com muitas escolhas, é de buscar empresas que fazem uma curadoria de ofertas, de cashback e de bons descontos. Isso evita que o cliente caia em fraudes. Faça lista de produtos que realmente precisa, tenha objetividade enquanto navega em sites", diz Sant’Ana.

Outra alternativa é pesquisar o histórico de preço do produto que deseja comprar. Para isso, os comparadores de preços podem auxiliar.

LEIA TAMBÉM: Comparadores de preços: conheça cinco opções de ferramentas que podem ajudar na Black Friday 

Para Sant’Ana, o consumidor também devem ter conscientização do processo e buscar exatamente o que quer ou necessita, sem cair em tentações.

"Empresas utilizam esquemas de compensação e ativação de gatilhos de compra. O marketing das empresas sabe se aproveitar disso para coletar informações e utilizar esses sentimentos de ansiedade e de euforia, durante a Black Friday e o Natal, fazendo com que o cliente acabe gastando e comprando produtos desnecessários de forma compulsiva e impulsiva".

Mais sobre a Black Friday

Com descontos de até 90%, AliExpress realiza "Semana Black Friday"

Comparadores de preços: conheça cinco opções de ferramentas que podem ajudar na Black Friday

Saiba como se preparar para as promoções antecipadas da Black Friday 2020

Maioria das empresas está otimista para vendas na Black Friday, diz Boa Vista

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Os cookies nos ajudam a administrar este site. Ao usar nosso site, você concorda com nosso uso de cookies. Política de privacidade

Aceitar