PUBLICIDADE
Economia
NOTÍCIA

Magazine Luiza adquire escola digital referência em cursos para e-commerce e performance digital

O valor da compra não foi revelado. A plataforma permitirá qualificação dos vendedores e aproximação da comunidade de quem quer vender na internet

08:56 | 16/10/2020
Todos os cursos podem ser realizados na modalidade on-line, com aulas ao vivo ou presenciais, em São Paulo e em mais 7 cidades do País (Foto: Divulgação)
Todos os cursos podem ser realizados na modalidade on-line, com aulas ao vivo ou presenciais, em São Paulo e em mais 7 cidades do País (Foto: Divulgação)

A rede varejista Magazine Luiza anunciou nessa quinta-feira, 15, a aquisição da escola digital de negócios ComSchool com o objetivo de capacitar os 32 mil vendedores cadastrados em seu marketplace. O valor da compra não foi revelado. A plataforma oferece mais de 200 cursos nas áreas de marketing digital, e-commerce, redes sociais e comportamentos na era digital.

De acordo com a Magalu, "a compra é mais um passo da companhia na digitalização do varejo brasileiro e visa oferecer mais oportunidades de conhecimento e capacitação sobre o mercado on-line a milhares de pessoas e empresas".

Todos os cursos podem ser realizados na modalidade on-line, com aulas ao vivo ou presenciais, em São Paulo e em mais 7 cidades do País. Fundada em 2008, a ComSchool já capacitou mais de 85 mil alunos e tem desde cursos gratuitos até treinamentos de R$ 7 mil, de acordo com informações da Reuters.

A plataforma, com 25 funcionários, seguirá dirigida pelos quatro atuais sócios, incluindo Maurício Salvador. Segundo o diretor de marketplace do Magazine Luiza, Leandro Soares, o canal servirá também para ajudar empreendedores com operações analógicas a aprenderem sobre e-commerce e negócios digitais, potencializando a base de vendedores no marketplace.

"O Brasil tem cerca de 5 milhões de vendedores com negócios estritamente físicos, e parte do nosso plano é ensinar esses empreendedores sobre comércio eletrônico e trazê-los para dentro do nosso marketplace", disse Soares à Reuters, explicando que oferecerá aos associados preços vantajosos para os cursos.

Recentemente, a Magalu adquiriu também as startups AiQFome, Hubsales e Stoq, a plataforma de mídia da Inloco e o site de notícias de tecnologia Canaltech.

Conforme a empresa, a realização desses negócios estava prevista desde o follow-on (oferta subsequente de ações) realizado pela companhia em novembro de 2019, quando foram captados R$ 4,2 bilhões.

LEIA MAIS | Programa de trainees do Magazine Luiza terá apenas candidatos negros