PUBLICIDADE
Economia
NOTÍCIA

Beleza e estética serão os setores mais impactados no Brasil pós-pandemia

Pesquisa feita pela empresa de finanças SumUp também aponta que a maioria dos motoristas de aplicativo estão receosos com o futuro

Victor Hugo Pinheiro
15:25 | 19/05/2020
Cabelereiros e barbeiros, E / D : Cabelereiras,  Marina Praia e Vânia Praia
Cabelereiros e barbeiros, E / D : Cabelereiras, Marina Praia e Vânia Praia (Foto: Elza Fiúza/Agência Brasil)

Os dos setores de beleza e estética serão os mais afetados pela crise econômica causada pela pandemia do novo coronavírus no Brasil. Segundo levantamento realizado pela empresas de finanças SumUp, 88% dos empreendedores consultados da área afirmam não ter reserva de caixa para o período de instabilidade.

A pesquisa foi realizada com mais de 12 mil empreendedores de diversos segmentos e apontou que os setores de manutenção, serviços automotivos e transportes irão precisar de ajuda financeira no período após a pandemia. Além disso, o levantamento também os mostrou a preocupação de alguns profissionais com o futuro, como é o caso de motoristas de aplicativo. Cerca de 85% deles estão receosos com a situação.

Entre os empreendedores consultados, 80% dizem que a pandemia causou queda no volume de vendas. Até mesmo em regiões com poucos casos confirmados da doença houve uma redução. 

O head de marketing da SumUp, Carlos Grieco, destaca a importância dos negócios se reinventarem, o que pode facilitar uma retomada no crescimento. "A pesquisa revela o quanto as microempresas foram impactadas neste período e traz a percepção do futuro desses negócios, que terão que se reinventar e buscar soluções alternativas para voltarem a crescer".