PUBLICIDADE
Economia
NOTÍCIA

No triênio 2015-2017, empresas do Ceará registram quedas em processos de inovação

Pesquisa de Inovação, do IBGE, constrói indicadores setoriais, nacionais e regionais das atividades de inovação das empresas brasileiras

10:30 | 16/04/2020
Setor industrial sofre queda nas inovações durante o triênio 2015-2017
Setor industrial sofre queda nas inovações durante o triênio 2015-2017 (Foto: Agência Brasil)

O IBGE divulgou, na manhã desta quinta-feira, 16, a Pesquisa de Inovação - triênio 2015 a 2017 -, que tem o objetivo de construir indicadores setoriais, nacionais e regionais das atividades de inovação nas empresas do setor industrial, de eletricidade e gás e de serviços selecionados. Em comparação com o período 2012 a 2014, o Ceará registrou queda nas inovações neste levantamento divulgado pelo instituto nacional.

No Ceará, cerca de 3037 empresas foram consultadas no triênio 2015 a 2017, onde 594 tiveram processos de inovação em produto ou processo. Já as que tiveram projetos inacabados, foram 19. Enquanto 1456 inovaram apenas em questões organizacionais ou de marketing.

Na Pesquisa de Inovação anterior - triênio 2012 a 2014 - o Estado registrou 1158 empresas com inovação de produto ou processo. Já em 127, os projetos ficaram inacabados. Na questão organizacional ou de marketing, foram 1010 empresas.

O levantamento estimou que das mais de 100 mil empresas consultadas, 33% foram inovadoras em produto ou processo.Também é importante ressaltar a conjuntura econômica do País no triênio 2015 a 2017 - período de duração da pesquisa foi realizada. Em 2015, o Produto Interno Bruto (PIB) negativou em 3,5%, enquanto no ano seguinte - 2016 - também permaneceu negativo em 3,0%. O único crescimento registrado ocorreu em 2017, em 1,3%.