PUBLICIDADE
Fortaleza
Noticia

Parque temático oferece educação ambiental e atividades circenses

Inaugurado neste domingo, 16, espaço visa levar atividades educativas e divertidas para crianças e adolescentes

14:35 | 16/02/2020
A pequena Rairiane não perde a oportunidade de brincar com o tecido de circo
A pequena Rairiane não perde a oportunidade de brincar com o tecido de circo (Foto: MAURI MELO/O POVO)

Voltado para a educação e conscientização ambiental de jovens em risco social, o Parque Temático Ecocirco, do Instituto Intervalo, foi inaugurado na manhã deste domingo, 16, com muitas atrações e brincadeiras. Ao longo do dia, crianças e adolescentes participaram de oficinas circenses, atividades ao ar livre e até conheceram um pouco mais sobre a história do Ceará, através do Museu Siará em Miniatura.

Localizado no Condomínio Espiritual Uirapuru, no bairro Castelão, em Fortaleza, o Parque Temático faz parte do projeto social Escola Ecocirco, que capacita jovens para a atuação na área cultural, sempre priorizando o exercício da sustentabilidade. Segundo o superintendente do Instituto Intervalo, Alencar Lage, o empreendimento ambiental, que ocupa uma área de um hectare, também propõe um resgate às brincadeiras ao ar livre.

"Queremos que os jovens vivenciem brincadeiras antigas como soltura de pipa e peteca, além de oficinas circenses com perna de pau e malabarismo, por exemplo. A ideia é esquecer um pouco a tecnologia e aproveitar melhor o nosso meio ambiente", destaca Alencar. De acordo com ele, o Parque Temático, que conta com uma lona de circo, tem capacidade para receber até 1.200 pessoas.

Quem é frequentadora assídua da Escola Ecocirco é a pequena Rairiane, de três anos, que adora balançar no tecido de circo utilizado em oficinas. Acompanhada de perto da mamãe Samira Mota, 20, a pequena já mostra talento para a atividade. "Ela está sempre por aqui. Vive me pedindo para trazê-la", conta a mãe.

Além de contar com o Museu Siará em Miniatura, que conta a história do Ceará através de maquetes de isopor, o espaço também abriga o Museu da Sustentabilidade, que mostra aos jovens a importância da reciclagem, através de obras de artistas cearenses. "Trabalhamos com quatro perspectivas: papel, metal, vidro e plástico. O objetivo é mostrar que muitos produtos que iriam para o lixo podem ser reaproveitados", pontua o vice-presidente do Instituto Intervalo, Djacyr de Souza. 

Escola de globistas

Uma das atividades mais celebradas durante a inauguração do Parque Temático Ecocirco foi a apresentação no popular "Globo da Morte". Segundo Alencar Lage, o Instituto Intervalo está lançando "a primeira escola de globistas do Brasil", que visa capacitar os interessados em desempenhar a atividade, desde que sejam maiores de 18 anos.

"Os globistas são muito valorizados no exterior. Temos ex-alunos que estão na Arábia Saudita, Emirados Árabes e Itália, por exemplo", destaca Alencar. O instrutor da escola será Welisson Souza, 41, que possui 18 anos de experiência no Globo da Morte. "Minha família veio toda do circo. É uma tradição", comenta.

O instrutor Welisson Sousa, 41, tem mais de 18 anos de experiência no 'Globo da Morte'
O instrutor Welisson Sousa, 41, tem mais de 18 anos de experiência no 'Globo da Morte' (Foto: MAURI MELO/O POVO)