PUBLICIDADE
Economia
NOTÍCIA

BoJ discutiu sobre mais estímulos para impulsionar inflação, mostra sumário

09:56 | 11/11/2019
Dirigentes do Banco do Japão (BoJ, pela sigla em inglês) discutiram se precisam adotar medidas de estímulos adicionais para atingir sua meta de inflação em sua última reunião de política monetária, realizada nos dias 30 e 31 de outubro, segundo sumário de opiniões divulgado pelo BoJ nesta segunda-feira.
Alguns dos nove dirigentes do comitê de política monetária do BoJ defenderam que é necessário deixar claro aos agentes do mercado que o BC japonês vai manter uma política acomodatícia, visto que a inflação atual continua bem distante de sua meta oficial de 2%, mostra o documento.
Um deles afirmou que novas medidas serão necessárias "sem hesitação" se o ímpeto dos preços em direção à meta de inflação se perder.
"Na atual situação em que os riscos apontam para baixo, o (BoJ) deve continuar a examinar se relaxamento adicional da política monetária será necessário", comentou outro dirigente.
Na reunião do mês passado, o BoJ manteve as condições de sua política monetária inalteradas, mas alterou seu guidance para enfatizar sua disposição de cortar juros, se necessário, em meio a persistentes riscos externos.