PUBLICIDADE
Economia
NOTÍCIA

É plausível que próximo movimento do BoE seja de corte de juros, diz Saunders

05:29 | 27/09/2019
Membro externo do comitê de política monetária do Banco da Inglaterra (BoE, pela sigla em inglês), Michael Saunders afirmou em discurso hoje que, mesmo que o Reino Unido evite um Brexit sem acordo, as incertezas que cercam a saída da União Europeia "provavelmente continuarão mantendo o crescimento da economia (britânica) abaixo do potencial por algum tempo". Segundo Saunders, isso deverá acontecer principalmente se o desempenho da economia global continuar decepcionando.
"Em um cenário assim - não um Brexit sem acordo, mas persistência de altas incertezas - provavelmente será apropriado manter uma postura de política monetária expansionista e talvez ampliar o relaxamento," disse o dirigente do BoE.
A política monetária poderá ir para qualquer direção mesmo que o Brexit sem acordo seja evitado, mas "é bem plausível que o próximo movimento (do BoE) seja para baixo, em vez de para cima", ponderou Saunders, referindo-se a um possível corte de juros.