PUBLICIDADE
Economia
NOTÍCIA

Brasil tem taxa de informalidade recorde de série iniciada em 2016, diz IBGE

12:05 | 27/09/2019
O Brasil alcançou uma taxa de informalidade de 41,4% no mercado de trabalho, patamar recorde da série histórica, iniciada em 2016. São 38,763 milhões de trabalhadores atuando na informalidade, segundo os dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua), apurada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).
O trabalho por conta própria alcançou o ápice de 24,293 milhões de brasileiros no trimestre encerrado em agosto. Em apenas um ano, o trabalho por conta própria ganhou a adesão de 1,089 milhão de pessoas. Em um trimestre, foram 261 mil trabalhadores a mais nessa condição.
O trabalho sem carteira assinada no setor privado também cresceu para o patamar recorde de 11,795 milhões de ocupados nessa situação. O emprego sem carteira no setor privado aumentou em 661 mil vagas em um ano. Em um trimestre, foram 411 mil trabalhadores a mais.
O mercado de trabalho fechou 180 mil vagas com carteira assinada no setor privado em relação ao trimestre terminado em maio. Na comparação com o trimestre encerrado em agosto de 2018, foram criadas 140 mil vagas formais no setor privado.
O setor público abriu 128 mil vagas em um trimestre, o trabalho doméstico absorveu mais 104 mil pessoas em um trimestre.