PUBLICIDADE
Economia
NOTÍCIA

Acumulações marginais atraem petroleiras sem tradição no setor de petróleo

13:06 | 10/09/2019
Quatro empresas levaram áreas de acumulações marginais na bacia do Recôncavo, durante o primeiro ciclo de oferta permanente de blocos promovido pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).
Na concorrência pelos blocos do setor SREC-T4, saíram vencedoras as empresas Creative Energy (R$ 1,71 milhão), Petromais (R$ 337 mil), Brasil Refinarias (R$ 144 mil) e Great Energy (R$ 315 mil).
Nenhuma dessas empresas possui tradição na indústria de petróleo no Brasil.
Já os blocos de acumulações marginais da Bacia do Espírito Santo atraíram duas empresas, Petromais e Lagoa Parda Sul, que juntas pagaram R$ 3,02 milhões.
A ANP faz o leilão nesta terça-feira de nove setores com áreas para a exploração de petróleo e gás e mais cinco já em fase madura, onde a produção entrou em fase de declínio.
Esse é o primeiro ciclo de uma nova modalidade de licitação, de oferta permanente, em que são oferecidas áreas que chegaram a ser leiloadas no passado e foram devolvidas pelas empresas petroleiras ou que foram oferecidas em outras concorrências sem que tenham sido arrematadas.