PUBLICIDADE
Economia
NOTÍCIA

Porto do Mucuripe é alfandegado pela Receita Federal

Medida vai aumentar competitividade do porto cearense, que terá sua capacidade ampliada no número de atracação de embarcações

19:47 | 10/07/2019
Para atender às demandas da Receita Federal, o Governo Federal investiu no porto cerca de R$ 12,6 milhões em equipamentos
Para atender às demandas da Receita Federal, o Governo Federal investiu no porto cerca de R$ 12,6 milhões em equipamentos(Foto: Alex Gomes - Especial para O POVO/Alex Gomes - Especial para O POVO)

O Porto de Fortaleza (Mucuripe), no Ceará, foi alfandegado pela Receita Federal do Brasil. A partir de agora, os 275 mil metros quadrados do empreendimento estão alfandegados, o que vai permitir a ampliação de capacidade de atracação das embarcações com mais um berço de 350 metros.

O diretor-presidente em exercício da Companhia Docas do Ceará (CDC), Mario Jorge Cavalcanti, diz que a mudança é uma grande conquista para o porto, que agora terá maior capacidade no atendimento das demandas de cargas, inclusive de contêineres. “A medida traz mais segurança e competitividade, já que a ampliação pode alavancar mais negócios para o estado do Ceará”, afirma.

Para atender às demandas da Receita Federal, o Governo Federal investiu no porto cerca de R$ 12,6 milhões em equipamentos como o sistema de monitoramento e segurança eletrônica (CFTV), aquisição da tecnologia OCR, que permite o reconhecimento de caracteres em imagens, além de scanner para contêineres.

Para o Secretário Nacional de Portos e Transportes Aquaviários, Diogo Piloni, o alfandegamento está alinhada com o objetivo do Ministério da Infraestrutura de transformar o porto em um importante fator de desenvolvimento do Estado do Ceará. “Nossa meta é tornar as Companhias Docas mais modernas, seguras e competitivas”, afirmou Piloni. (Com informações do Ministério da Infraestrutura)

Redação O POVO Online