PUBLICIDADE
Economia
NOTÍCIA

Ramos rechaça ideia de adiar sessão desta quarta-feira da reforma

15:04 | 03/07/2019
O presidente da Comissão Especial da Reforma da Previdência, Marcelo Ramos (PL-AM), rechaçou nesta tarde de quarta-feira, 3, adiar a sessão desta quarta do colegiado para mais tarde ou mesmo para quinta-feira. "A reunião da comissão começará quando relator chegar", repetiu.
Segundo apurou o Broadcast, sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado, a afirmação ocorreu após os deputados do chamado Centrão tentarem iniciar um movimento para pressionar pela suspensão da sessão e retomar só às 18 horas.
O relator da reforma da Previdência, deputado Samuel Moreira (PSDB-SP), prepara um novo voto complementar para atender mudanças solicitadas desde terça por líderes partidários.
Entre elas estaria a retirada de qualquer menção a Estados e municípios da reforma. No voto complementar apresentado na terça, Moreira havia retomado a possibilidade de os entes legislarem sobre a cobrança de contribuições extraordinárias dos servidores.
O painel da comissão registrava naquele momento a presença de 40 parlamentares na sessão, ou seja, já com quórum para o início. Além da leitura do voto complementar de Moreira, o plano de Ramos é votar ainda hoje requerimentos da oposição para o adiamento da votação da matéria.
A sessão do Congresso marcada para às 14h também pode dificultar o andamento dos trabalhos da comissão nesta tarde. Regimentalmente, quando ela começa, nenhuma outra comissão da Câmara e do Senado pode realizar votações.

Agência Estado