PUBLICIDADE
Economia
NOTÍCIA

'Continuamos pedindo R$ 1 trilhão de economia', diz Alexandre Frota sobre reforma

11:57 | 18/06/2019
O deputado Alexandre Frota (PSL-SP) foi o segundo parlamentar a falar nesta terça-feira, 18, na Comissão Especial da reforma da Previdência, para discutir o relatório do deputado Samuel Moreira (PSDB-SP), apresentado na última quinta-feira, 13. Ele foi o primeiro deputado a falar a favor da reforma.
"A economia da ordem de R$ 913 bilhões com o relatório de Moreira ainda assim é uma boa reforma, chega perto do proposto pelo governo Bolsonaro. Mas continuamos pedindo R$ 1 trilhão de economia. Precisamos fazer a reforma pelo povo brasileiro. Pedimos R$ 1 trilhão para mostrar que estamos fazendo a nossa parte", afirmou Frota.
Para o parlamentar, é preciso aprovar um texto com potência fiscal suficiente para que outra reforma não precise ser feita daqui a seis ou sete anos. "Lutamos por uma reforma digna e correta. A reforma pode encontrar resistência, mas a mudança do sistema é inevitável. O rombo previdenciário é o maior vilão das contas públicas, e impede o governo de investir em outras áreas, como saúde e segurança", completou.
O deputado governista ainda rebateu a fala do deputado Jorge Solla (PT-BA) que, sendo o primeiro a debater contra a medida, alertou que os deputados que votarem a favor da reforma não serão reeleitos. "Não tenho medo das urnas", afirmou Frota. "Essa é a hora de separar os homens dos meninos", concluiu, sem usar os 15 minutos a que tinha direito.
A lista de inscritos fechou com 155 parlamentares, sendo 64 para falar a favor da reforma e 91 para falar contra a medida. Cada membro da comissão e líder partidário poderá falar por até 15 minutos. Já os deputados que não são membros da comissão terão 10 minutos para discursar. A expectativa é de que o debate dure diversas sessões.

Agência Estado