PUBLICIDADE
Economia
NOTÍCIA

Se oposição descumprir acordo de procedimento, encerraremos discussão, diz líder

10:10 | 13/06/2019
O líder do governo na Câmara, Major Vitor Hugo (PSL-GO), disse que se os deputados da oposição não cumprirem o acordo de procedimentos para a apresentação do relatório da reforma da Previdência na comissão especial, o debate será encerrado.
Nesta quarta-feira, 12, o relator da reforma, deputado Samuel Moreira (PSDB-SP), e o presidente da comissão, Marcelo Ramos (PL-AM), fecharam um acordo com a oposição sobre a dinâmica da comissão nesta Quinta-feira (13). Ficou combinado que o tempo regimental seria mantido, com 15 minutos de fala para membros do colegiado, 10 minutos para não membros, sem medidas de obstrução e sem encerramento da discussão.
No entanto, os deputados dos partidos de esquerda se irritaram com um outro acordo fechado pelo relator com as legendas de centro. Eles disseram que foram surpreendidos por uma coletiva de imprensa concedida pelo relator e deputados do centro, sobre mudanças que serão apresentadas no texto de Moreira.
A líder da minoria, Jandira Feghalli (PCdoB-RJ), afirmou que Moreira estava sendo parcial ao não convidar a oposição para o debate. Já o líder do PDT, André Figueiredo, disse que a reunião era um "conluio".
Deputados favoráveis à reforma protestaram e um bate-boca foi iniciado entre os deputados. Depois desse episódio, membros da oposição anunciaram que não iriam mais cumprir o acordo, mas isso ainda não está decidido. Neste momento, os partidos de esquerda estavam reunidos por volta das 9h30 debatendo qual postura devem adotar durante a sessão.

Agência Estado