PUBLICIDADE
Economia

Presidente da CCJ dá prazo para que haja acordo sobre convocação de Guedes

12:36 | 18/03/2019
O presidente da Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) da Câmara, Felipe Francischini (PSL-PR), decidiu não colocar na pauta da primeira reunião de trabalho do colegiado, nesta terça-feira (19), um requerimento de convocação do ministro da Economia, Paulo Guedes, apresentado pela oposição. O deputado deu prazo para que a oposição negocie com o governo um entendimento. A ideia é mudar a convocação para um convite, o que evitaria constrangimentos para Guedes.
Francischini disse ao Broadcast Político acreditar em um entendimento entre ambos os lados. "O interesse de todos nesse processo é o diálogo. Acho que não teremos problemas com isso", disse. Caso o acordo não seja possível, Francischini afirmou que incluirá o requerimento na pauta da sessão de quarta-feira, 20.
Líderes governistas querem transformar o pedido da oposição em convite porque, caso uma convocação seja aprovada, o ministro seria obrigado a comparecer ao colegiado, sob o risco de poder ser conduzido coercitivamente e ser punido por crime de responsabilidade.
Na semana passada, quando o colegiado foi instalado, o líder da oposição, Alessandro Molon (PSB-RJ), apresentou o requerimento.

Agência Estado