PUBLICIDADE
Economia

Comitê da Opep+ deve se reunir na 2ª metade de maio, diz ministro saudita

08:40 | 18/03/2019
O ministro de Energia da Arábia Saudita, Khalid Al-Falih, confirmou nesta segunda-feira que o Comitê de Monitoramento Ministerial Conjunto (JMMC, na sigla em inglês) da Opep+ não mais se reunirá em abril, como estava previsto. "Sentimos que a reunião de abril era desnecessária", justificou.
Segundo Khalid Al-Falih, o JMMC provavelmente se encontrará na segunda quinzena de maio e a data final será definida em duas semanas.
Al-Falih, que falou durante reunião de dois dias da Opep+ que se encerra hoje no Azerbaijão, também afirmou que o excesso de oferta atual no mercado de petróleo precisa ser eliminado antes que os produtores encerrem sua iniciativa atual de reduzir a produção.
No fim do ano passado, a Opep+ - que reúne a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) e dez aliados liderados pela Rússia - decidiu reduzir sua produção em 1,2 milhão de barris por dia (bpd) durante o primeiro semestre de 2019, como parte de uma estratégia para conter a oferta global excessiva e impulsionar os preços do petróleo. A Opep se responsabilizou por um corte de 800 mil bpd e os aliados, pelos demais 400 mil bpd.
Al-Falih comentou estar confiante de que a Opep+ irá cumprir seu compromisso de redução na oferta nos próximos quatro meses.
O saudita disse ainda que a próxima reunião de líderes da Opep e aliados será nos dias 25 e 26 de junho. Com informações da Dow Jones Newswires.

Agência Estado