PUBLICIDADE
Economia
Aeroporto de Juazeiro

Camilo diz achar bom que empresa diferente da Fraport tenha arrematado o bloco do Nordeste

O governador também não se mostrou preocupado em relação a um possível protagonismo de Recife na região Nordeste após a concessão

13:56 | 15/03/2019
(Foto: divulgação)
(Foto: divulgação)

O governador do Ceará, Camilo Santana (PT), disse que acha bom que outra empresa, distinta da Fraport, tenha arrematado o bloco de aeroportos do Nordeste (entre eles o de Juazeiro do Norte), na manhã desta sexta-feira, 15. "É a competição do mercado, acho salutar", ressaltou. A empresa alemã é a mesma que administra o aeroporto Pinto Martins, em Fortaleza.

Camilo esteve no leilão, em São Paulo. Ele ainda não demonstrou medo em relação a um possível protagonismo do aeroporto de Recife no Nordeste com a concessão. "Fortaleza é um case no Brasil. O Sudeste tá preocupado com Fortaleza pelo seu crescimento", destacou.

O investimento de R$ 193,5 milhões ao longo de 30 anos apenas no aeroporto de Juazeiro pode torná-lo ainda mais relevante no cenário regional, projeta Camilo. "Vai se consolidar e se tornar um aeroporto mais moderno. O aeroporto de Juazeiro é muito estratégico, ele fica mais ou menos no centro do Nordeste e é uma espécie de hub regional. É um aeroporto com um potencial muito grande, que precisa de investimentos", constatou Camilo.

Entenda a concessão

Na manhã desta sexta-feira, 15, 12 aeroportos foram leiloados na Bolsa de Valores de São Paulo (B3). No Nordeste, além de Juazeiro do Norte, outros cinco aeroportos foram arrematados pela empresa espanhola Aena Desarrollo, que atua em outros 16 aeroportos de quatro países diferentes.

Também compunham o bloco do Nordeste as cidades de Recife (PE), Maceió (AL), Aracaju (SE), João Pessoa e Campina Grande (ambos na Paraíba).

Com informações da repórter Isabel Filgueiras, correspondente do O POVO em São Paulo

Leonardo Maia