PUBLICIDADE
Notícias

Maia quer iniciar tramitação rapidamente

21:29 | 20/02/2019
O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse que vai determinar a instalação da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Casa na próxima terça-feira para iniciar a tramitação da reforma da Previdência. Maia destacou que a ida do presidente Jair Bolsonaro ao Congresso ontem para entregar a proposta de reforma melhora os ânimos da Casa. Sua previsão é de que a reforma pode ser aprovada pelos deputados até o fim do primeiro semestre, mas terá de enfrentar o que é, em sua opinião, o maior problema no Legislativo: a comunicação.
A CCJ é a comissão que analisa se as propostas respeitam princípios constitucionais. Ela ficará sob o comando do PSL, maior partido da Casa e única sigla a ser considerada, até agora, como da base do governo. O partido do presidente Bolsonaro, no entanto, ainda não definiu quem indicará para o posto. Quatro integrantes disputam a indicação.
De acordo com Maia, se tudo ocorrer como ele está prevendo, a comissão especial será criada assim que a proposta passar pela admissibilidade da CCJ e poderá ser aprovada ainda no primeiro semestre. "Poderemos terminar o semestre com a matéria discutida com a sociedade, mostrando de fato qual é a proposta, o que a Câmara vai avançar, vai incluir, vai retirar."
Para Maia, a ida do presidente Jair Bolsonaro ao Congresso na manhã de ontem foi um gesto importante para ajudar na organização da base de apoio do governo na Casa. Parlamentares têm reclamado de falta de diálogo com o Executivo. "A vinda do presidente ajuda a começar a organizar um ambiente de bom diálogo entre a Câmara e o governo", disse.

Agência Estado

TAGS