66 mil cearenses nascidos em dezembro têm direito ao PIS; benefício começa a ser pago nesta quintaNotícias de Economia
PUBLICIDADE
Notícias


66 mil cearenses nascidos em dezembro têm direito ao PIS; benefício começa a ser pago nesta quinta

Os valores do pagamento variam entre R$ 80 e R$ 954 e são referentes ao ao tempo de trabalho durante o ano-base 2017

18:00 | 11/12/2018
NULL
NULL
[FOTO1]
A partir desta quinta-feira, 13 de dezembro (13/12), a Caixa Econômica Federal (CEF) começa a pagar o abono salarial do Programa de Integração Social (PIS), calendário 2018/2019, com ano-base 2017. No Ceará, 66.691 trabalhadores nascidos no mês de dezembro têm direito ao benefício, o que representa um montante de R$ 50,4 milhões.
 
[SAIBAMAIS] Os valores do pagamento, que variam entre R$ 80 e R$ 954, são relacionados ao tempo de trabalho durante o ano-base. Ele pode ser consultado no site da Caixa, no Aplicativo Caixa Trabalhador ou no Atendimento Caixa ao Cidadão, por meio do número 0800 726 0207.
 
Tem direito ao benefício funcionários inscritos no PIS há pelo menos cinco anos e que tenham trabalhado, no mínimo, 30 dias em 2017. Além disso, é necessário que os dados do trabalhador sejam informados pelo empregador na Relação Anual de Informações Sociais (Rais).
Os usuários que possuem cartão do cidadão e senha cadastrada podem se dirigir a uma casa lotérica, ponto de atendimento Caixa Aqui ou aos terminais de autoatendimento da instituição. Caso o beneficiário possua o cartão e não tenha recebido automaticamente na conta do banco, o valor pode ser retirado em qualquer agência, apresentando o documento de identificação.
 
A Caixa informou ainda que trabalhadores que não retiraram o abono salarial PIS/Pasep calendário 2017/2018, ano-base 2016, poderão sacar o benefício até o dia 28 de dezembro de 2018. 
 
No Brasil, cerca de 1.8 milhão de pessoas nascidas em dezembro têm direito ao benefício. Para o pagamento, estão disponíveis aproximadamente R$ 1,3 bilhão. Ao todo, foi disponibilizado um quantia de R$ 16,3 bilhões para cerca de 22,3 milhões de beneficiários no País.
Redação O POVO Online
TAGS