Procon realiza mutirão de renegociação de dívidas em Fortaleza a partir desta segunda-feiraNotícias de Economia
PUBLICIDADE
Notícias


Procon realiza mutirão de renegociação de dívidas em Fortaleza a partir desta segunda-feira

Evento acontece até a próxima sexta-feira, 19

13:30 | 15/10/2018
A partir desta segunda-feira, 15, o Departamento Municipal de Proteção e Defesa dos Direitos do Consumidor (Procon Fortaleza) dá início a mutirão de renegociação de dívidas. Realizado anualmente, o evento surge como oportunidade de “devolver o poder de compra a consumidores endividados”. Só podem participar residentes de Fortaleza.
  
A expectativa é que 2 mil atendimentos sejam realizados até sexta-feira, 19. Os núcleos do Procon nos Vapt Vupts de Antônio Bezerra e de Messejana, além do núcleo da Regional V, participam do mutirão. Interessados devem comparecer apresentando cópias da documentação pessoal e do comprovante de endereço, bem como faturas de cobrança ou de contratos que comprovem a situação a ser renegociada com a empresa.
  
Para o mutirão, empresas assumiram o compromisso de oferecer condições diferenciadas para a quitação da dívida, inclusive com linha direta para solucionar os casos em tempo real. Bancos, operadoras de cartão de crédito e financeiras, empresas de telefonia e concessionária de energia elétrica participam do evento e prometem desconto. 
  
Além disso, o consumidor pode abrir reclamação contra qualquer empresa, mesmo as que não aderiram ao mutirão. Nestes casos, as empresas são notificadas para realização de audiência de conciliação.
  
Consulta CPF
 
Em parceria com a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Fortaleza, será possível consultar a situação do Cadastro de Pessoa Física (CPF) durante o período do mutirão.
  
Serviço
 
Mutirão de renegociação de dívidas
Período: de 15 a 19 de outubro
Horário: das 8 às 17 horas
Locais de atendimento:
Procon Centro (rua Major Facundo, 869)
Procon Vapt Vupt Antonio Bezerra
Procon Vapt Vupt Messejana
Procon Regional V (avenida Augusto dos Anjos, 2466, Bonsucesso)
 
Redação O POVO Online 

TAGS