PUBLICIDADE
Notícias

Consulta ao primeiro lote de restituição do Imposto de Renda começa hoje; veja como proceder

O lote contempla os contribuintes considerados prioritários: idosos e pessoas com deficiências físicas ou mentais. Restituições da malha fina de 2008 a 2017 que foram regularizadas também podem ser consultadas

10:27 | 08/06/2018
NULL
NULL

[FOTO1]

A consulta ao primeiro lote de restituição do Imposto de Renda começou nesta sexta-feira, 8, desde as 9 horas, como divulgado pela Receita Federal. O lote contemplará os contribuintes considerados prioritários: idosos, pessoas com deficiência física ou mental ou doença grave. O valor total das restituições passa dos R$ 4,7 bilhões para quase dois milhões e meio de contribuintes.

 

O índice de correção aplicado sobre os valores de 2017 é de 1,52%, com base na taxa básica de juros da Selic. Os pagamentos estão programados para ocorrer na próxima sexta-feira, 15. Outros contribuintes que caíram na malha fina e tiveram sua situação regularizada de 2008 a 2017, também recebem a restituição. Neste caso, as taxas variam de 103,64% a 1,52%. Do total de contribuintes, 228.921 são idosos acima de 80 anos, 2.100.461 estão entre 60 e 79 anos e 153.256 contribuintes possuem alguma deficiência física ou mental ou moléstia grave.

 

Como consultar?

A consulta pode ser feita por meio do site da Receita Federal ou ligar para o Receitafone 146.


Como será feito o pagamento?

O dinheiro será creditado na conta bancária indicada pelo contribuinte no momento da declaração. A restituição ficará disponível no banco durante um ano. Caso o valor não seja resgatado durante o período, deverá ser solicitada pela internet.

E se não receber o pagamento?

Caso o contribuinte não receba a restituição, deverá buscar qualquer agência do Banco do Brasil ou contatar a Central de Atendimento da Receita Federal. Os contribuintes do primeiro lote de 2017 que tenham inconsistência de dados identificados pelo processamento devem checar a situação da declaração do Imposto de Renda, pois há chances de terem caído na malha fina. Neste caso, o erro pode ser corrigido rapidamente por meio de declaração retificadora e a restituição poderá ser recebida nos próximos lotes.

TAGS