PUBLICIDADE
Notícias

Temer pede trégua e caminhoneiros rejeitam suspensão da greve

18:05 | 23/05/2018
NULL
NULL

[FOTO1]

Governo Federal se reuniu com a Associação Brasileira de Caminhoneiros (Abcam) com o intuito de amenizar os impactos da greve da categoria, que já dura três dias. Na ocasião, Michel Temer chegou a pedir "trégua para encontrar a solução", mas não houve acordo. As informações são do Jornal Folha de S. Paulo.

 

[SAIBAMAIS]

Mesmo com o apelo de Temer, a Abcam decidiu manter a paralisação e deu prazo até a proxima sexta-feira, 25, para que o governo anuncie novas medidas. 

 

"Vai continuar parado. A única coisa que concordamos é a liberação de carga viva, alimentos perecíveis, medicamento e oxigênio. Mas, depois da sexta-feira, não terá nada liberado", afirmou José da Fonseca Lopes, presidente da associação.

 

Os caminhoneiros reivindicam a redução do preços dos combustíveis no Brasil e pedem a eliminação de alguns impostos. Desde o início da greve, os protestos já se espalharam por mais de 150 locais.  

 

 

Redação O POVO Online  

 

TAGS