Participamos do

Programa de fidelidade do hub trocará euro por milha

O acúmulo de pontos não será mais realizado de acordo com a distância percorrida, mas pela quantidade de euros gastos nos voos, incluindo compra de opções dos menus, franquia de bagagem adicional e reserva de assento
20:55 | Mai. 06, 2018
Autor Beatriz Cavalcante
Foto do autor
Beatriz Cavalcante Articulista quinzenal do O POVO
Ver perfil do autor
Tipo Notícia
[FOTO1]
O acúmulo de milhas, por euro gasto, para membros dos programas de fidelidade do Grupo Air France-KLM será de quatro, seis, sete e oito pontos para clientes Ivory, Silver, Gold e Platinum, respectivamente. O número não dependerá mais da distância percorrida entre origem e destino nos voos comercializados pela Air France (AF), KLM (KL), HOP! (A5) – com viagens apenas na França -, ou Joon (JN), braço da empresa francesa.
[SAIBAMAIS]
Além disso, os clientes poderão acumular milhas na compra de serviços adicionais, como menu à la carte a bordo de um voo da Air France, franquia de bagagem adicional ou reservar um assento Economy Comfort em um voo KLM, por exemplo.

No Grupo, a reserva de bilhetes não será mais limitada por voo, mas serão oferecidos até o último lugar disponível para venda. Todos os assentos Air France, KLM, HOP!, Joon e Transavia podem ser reservados com milhas. A quantidade de pontos necessária para a emissão de uma passagem será baseada na origem, destino e data da rota. Além disso, a nova opção Miles & Cash permitirá, a partir de junho, que os membros do programa de fidelidade Flying Blue paguem até 25% dos bilhetes prêmio (comprado com milhas) em dinheiro.

Outra novidade é que, para mover de um nível para outro, o Flying Blue possui o Experience Points, chamado XP. Estes determinam um nível de associação. O status não dependerá mais de voos de milhas e de qualificação. A modalidade permitirá aos membros progredir e desfrutar de benefícios adicionais. O Silver equivale a 100 XP, o Gold a 180 XP e o Platinum a 300 XP.

O XP será calculado de acordo com o tipo de voo (doméstico, média ou longa-distância) e a cabine de viagem escolhida pelo cliente. “Com esta atualização, os clientes descobrirão facilmente quantos XP ganharão para cada voo. O Flying Blue é o primeiro programa de fidelidade de uma companhia aérea a oferecer esta escala”, informa o Grupo, em nota ao O POVO. As milhas de nível e/ou os voos de qualificação remanescentes em 31 de março de 2018 serão convertidos em XP.

O período de qualificação para cada membro Flying Blue será efetivo durante um período de 12 meses, para que se obtenha os XP necessários para alcançar um novo ou manter um nível. No caso de uma atualização de nível, quando ativado, o período de qualificação começará novamente. Para os membros Silver, Gold e Platinum, todos os XP ganhos além do limite serão transferidos para o próximo período de 12 meses.

A partir de 1° de abril de 2018, as contas Flying Blue serão atualizadas automaticamente e os clientes poderão continuar usando todas as funcionalidades. Além das mudanças, os membros terão os mesmos privilégios atualmente disponíveis para os Ivory, Silver, Gold e Platinum; opções para gasto de milhas em bilhetes prêmio, upgrades, franquias de bagagem adicionais ou menus à la carte. Milhas podem ser acumuladas e gastas com muitos parceiros Flying Blue.

“Com o Flying Blue, estamos aprimorando a experiência de viagem para milhões de passageiros e, ao mesmo tempo, criamos valor para o nosso grupo. O programa tornou-se um companheiro de viagem essencial e a base comum para que todas as companhias aéreas da Air France-KLM proporcionem a melhor qualidade de serviço aos clientes. Adaptado para simplificar a experiência dos nossos membros e aumentar a nossa atratividade, o novo programa Flying Blue apoiará a nossa ofensiva comercial, bem como a nossa estratégia para personalizar o serviço ao cliente”, diz Jean-Marc Janaillac, presidente e CEO da Air France-KLMm, em nota.

Frédéric Kahane, vice-presidente do programa de fidelidade Flying Blue da Air France-KLM, acrescenta, também em nota, que “conhecer as expectativas dos clientes, sendo mais simples e mais personalizado, foi um dos principais estimulantes deste projeto de dois anos para reinventar o Flying Blue. Nosso objetivo é ter o Flying Blue como um programa de fidelidade líder em companhias aéreas, ouvindo nossos clientes e adaptando o programa”, explica.
[FOTO2]
* A jornalista viajou a convite da Hollande Alliance e da KLM

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente