PUBLICIDADE
Notícias

Aeroporto de Fortaleza começa operar com níveis de reserva de combustível nesta sexta

"Orientamos aos passageiros para entrar em contato com as companhias aéreas e confirmar o seu voo", afirma a Fraport

14:24 | 25/05/2018
NULL
NULL
[FOTO1] 
Sem a devida reposição do combustível de aviação para o Aeroporto Internacional Pinto Martins, devido à greve dos caminhoneiros do Brasil, a empresa Fraport admitiu, por meio de nota, que nesta sexta-feira começam a operar com níveis de reserva, prevendo impactos nos vôos com partida ou chegada em Fortaleza. 
 
Mais cedo, entretanto, a empresa chegou a informar que o abastecimento de combustível para as aeronaves estava normal. Outros aeroportos no Brasil já registram dificuldades. Não há mais combustível no Aeroporto de Brasília, por exemplo, de acordo com a concessionária Inframerica.
 
Íntegra da nota.

“Esclarecemos que devido à greve dos caminhoneiros no Brasil, os fornecedores de combustível previstos não estão conseguindo chegar a Fortaleza Airport. Sendo assim, estamos operando em nossos níveis de reserva e é possível que, a partir de hoje, 25, a noite, haja impactos. Orientamos aos passageiros para entrar em contato com as companhias aéreas e confirmar o seu voo”.

O POVO Online esteve na manhã desta sexta-feira, 25, no Aeroporto Internacional de Fortaleza, e conversou com alguns do passageiros que relataram se sentirem inseguros em relação a um possível cancelamento nos voos.

“Ficamos com medo de ter alguma manifestação, ter atrasos e perdermos nosso o voo. Lá (destino da viagem) já está tudo pago, estadia, então ficamos com medo de cancelarem nosso voo. Então vinhemos com antecedência. São 12 pessoas da mesma família, nossa viagem é de  sexta a domingo, não tinha como ir de carro. Nós estamos intercedendo para que tenha como a gente voltar. Essa paralisação está afetando muito o brasileiro", contou Talita Albuquerque, 33 anos, secretária. 
 
 
Redação O POVO Online 
TAGS