PUBLICIDADE
Notícias

Importações crescem e exportações caem no Porto do Pecém em janeiro

As importações tiveram 16% de incremento em janeiro, com destaque para o carvão mineral, produtos siderúrgicos, adubos e fertilizantes

16:20 | 16/02/2018
Containers no Porto do Pecém
Containers no Porto do Pecém
[FOTO1]O Porto do Pecém apresentou incremento de 8% nas movimentações no primeiro mês de 2018, quando comparado ao mesmo período do ano passado. Ao todo, foram exportados e importados pelo complexo portuário 1.470.339 toneladas. Destaque para as importações, que tiveram 16% de crescimento, passando de 964.468 toneladas em 2017 para 1.117.617 toneladas este ano.

As principais cargas movimentadas e responsáveis por este resultado foram o carvão mineral (689.076 t), produtos siderúrgicos (31.782 t) e adubos ou fertilizantes (10.578 t). Já nas exportações houve uma queda de 10%. As mercadorias mais relevantes foram de placas de aço (207.844 t), frutas (20.418 t), água de coco (2.547 t).
[SAIBAMAIS]
Segundo Danilo Serpa, presidente do Porto do Pecém, a expectativa para este ano é superar 2017, principalmente depois do novo serviço anunciado, no qual o porto cearense será a única parada da nova linha da Maersk/Hamburg Sud para a Ásia. "Seguimos crescendo, mas nosso trabalho continua. Acredito que teremos um crescimento significativo nas movimentações depois do início das atividades dessa linha", afirma.

Placas de aço e carvão mineral

As placas de aço produzidas pela Companhia Siderúrgica do Pecém (CSP) são um dos principais produtos movimentados através do porto cearense e representam 20% de participação na movimentação total de janeiro. As 243.025 t do material que saíram de Pecém foram enviadas para Turquia, Coréia do Sul, China, Polônia e também para outros estados brasileiros.  

Nas importações, o carvão mineral lidera o ranking do amplo mix de cargas movimentadas através do Pecém, com um aumento de 54,6%, quando comparado ao primeiro mês do ano de 2017. O granel sólido foi importado da Colômbia (66%), Rússia (12%), Estados Unidos (11%) e Moçambique (11%).

Cabotagem

Na movimentação entre portos brasileiros (cabotagem) ao todo, foram movimentados 452.664 t. O resultado foi puxado pelos desembarques de minério de ferro (214.286 t), produtos siderúrgicos (46.236 t), gás natural (30.026 t) e embarques de placas de aço (35.181 t), farinha de trigo (9.206 t), sal (8.289 t), cimentos (7.572 t) e arroz (5.053 t).
 
 
Redação OPOVO Online 
TAGS