PUBLICIDADE
Notícias

Para atrair turistas, Estado irá ampliar divulgação internacional

Segundo presidente do grupo Air France-KLM, Governo garantiu apoio e assumiu compromisso de reforçar divulgação internacional do Ceará

12:30 | 24/12/2017
NULL
NULL

[FOTO1] 

Com o hub da Air France-KLM no Nordeste, Fortaleza terá rotas ligando a Capital a Paris e Amsterdã e, em contrapartida, o Governo do Estado irá aplicar mais R$ 14,8 milhões em divulgação internacional do Ceará como destino turístico na Europa, em 2018. Com o acréscimo ao orçamento, o próximo ano terá investimento de R$ 32,1 milhões. Foi o que informou o presidente da KLM, Pieter Elbers.

O governador Camilo Santana (PT) se comprometeu ainda a isentar Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) de algumas atividades, entre eles, combustíveis, beneficiando as empresas aéreas, conforme contou o presidente do grupo em entrevista à repórter Mariana Barbosa, da Folha de S.Paulo.

Elbers esteve no Brasil para negociações comerciais com a Gol, empresa que o grupo possui 1,5% de participação e é responsável por parte do transporte de passageiros internacionais que chega ao País. Com o anúncio do hub na Capital, a companhia aérea já chegou inclusive a anunciar aumento de 35% da oferta de assentos para o Estado.

Na entrevista, o presidente da Air France-KLM esclareceu que o mercado brasileiro se tornou estratégico quando parte da Gol foi comprada pelo grupo. Já o avanço para o Norte e Nordeste veio da intenção de ampliar a atuação dos voos para outras regiões.

[SAIBAMAIS]

"Hoje, um em cada quatro passageiros nossos faz conexão ao pousar no Brasil. É muito lógico ter um ponto no Nordeste, muito mais perto. Tínhamos, portanto, um desejo de construir algo com a Gol e com ela avaliamos uma série de cidades. É a primeira vez desde que Air France e a KLM se uniram que abrimos um novo mercado com voos das duas companhias simultaneamente", disse.

Mercado asiático

Em outubro deste ano, Jean-Marc Pouchol, diretor geral Air France-KLM América do Sul, revelou ao O POVO a intenção do grupo em também chamar atenção do mercado asiático. "Quando começarmos os voos, para ir de Beijing (China) até Fortaleza seremos a melhor opção. Esse projeto vai ter fluxo de turistas não só da Europa, mas também Oriente Médio... Ásia... Vamos organizar promoções, vamos comunicar sobre o Nordeste nesses países", disse.

Redação O POVO Online

TAGS